Crianças, que são menores de idade, podem investir no Tesouro Direto?

ANÚNCIO

Quase todo mundo que busca informações sobre investimentos financeiros seguros acabam chegando no Tesouro Direto, que é uma alternativa mais eficaz e rentável do que a caderneta da poupança. Mas, quase sempre, essa opção é indicada para o longo prazo.

Então, além de seguro é para o longo prazo. Com isso em mente, muita gente acaba pensando sobre a possibilidade de investir no Tesouro pensando no futuro dos filhos. Será que isso é possível, será que tem regras, será que a idade mínima é 18 anos?

ANÚNCIO

Veja no exemplo uma dúvida muito comum que está nas páginas da internet: – “Ao invés de fazer uma poupança convencional para o meus filhos, queria fazer o investimento no Tesouro. Eu posso fazer diretamente no nome deles”?

Eles já possuem CPF? Caso sim, como fica a questão do imposto de renda? Abriria uma conta para cada um dos filhos em uma corretora de valores? E a idade?

Se você também já se perguntou sobre isso ou se tem dúvidas sobre o Tesouro para menores de idade, acompanhe o conteúdo porque aqui vamos tirar várias dúvidas, inclusive, considerar outros pontos importantes que se deve ter ao investir em títulos públicos!

ANÚNCIO

Os filhos podem investir no Tesouro Direto

Nossa ideia aqui no blog não é “encher linguiça”, então, vamos direto ao ponto, ok?

Para toda a mãe e todo pai que percebeu que a poupança é um investimento ruim e inadequado para o futuro dos filhos, sendo inferior a outras opções que nós temos um mercado como o Tesouro Direto, a resposta é uma resposta afirmativa.

Sim, os seus filhos podem investir no Tesouro Direto.

Na verdade, o Tesouro Nacional faz 2 exigências para que você possa investir como pessoa física no programa Desouro Direto (que é um programa criado pelo Tesouro Nacional para que pessoas físicas possam comprar títulos públicos).

As 2 exigências são:

  • Possuir um CPF válido
  • Ter conta aberta em uma corretora de valores.

Então, a dúvida não é investir ou não no Tesouro Direto, mas sim abrir conta em corretora!

Será que os seus filhos podem abrir conta em uma corretora de valores?

Crianças, que são menores de idade, podem investir no Tesouro Direto?

Conta nas corretoras de valores para menores!

A nossa equipe fez uma pesquisa inteligente na internet atrás das 10 maiores corretoras de valores do mercado que, obviamente, são aquelas mais conhecidas. Será que elas permitem a abertura de conta para menores de idade?

Normalmente, sim. Elas não existem a criação de uma conta conjunta como os bancos fazem, mas a criação necessita do aval de um adulto que vai se responsabilizar pelas operações desses menores. Entendeu?

Portanto, toda vez que foi feita uma transferência para o Tesouro Direto ou para qualquer outro tipo de investimento feita através da corretora, o adulto tem que dar o ok sobre aquela operação.

Então, o seu filho pode investir no Tesouro Direto.

E para isso, basta abrir conta na corretora. Considerando que vai ter que usar com informações da certidão de nascimento para provar que você é responsável por ele e o CPF que ele tem. Uma vez aberta a conta na corretora, o seu filho pode investir no Tesouro Direto, em ações e em todos os papéis da corretora!

Então, na prática não há limite de idade para investir dinheiro.

Como fica a questão do imposto de renda?

A partir do momento que a pessoa tem renda e uma renda a partir de  um valor determinado anualmente pela Receita Federal, ele deve prestar declaração anual de imposto de renda.

Então, a renda é o primeiro elemento.

Além da renda, outro elemento que é usado como referência para a obrigatoriedade da declaração do imposto de renda é o volume de investimento.

Então, você entra no site da Receita Federal para ver as regras vigentes neste ano: qual é a renda e o valor investido que você tem que ter para declarar e seus filhos são obrigados a declarar?

Você terá que fazer a declaração para eles, se os valores tiverem a ver com isso.

Agora, se eles não estiverem obrigados a declarar, a não obrigação não significa a proibição.

Só que temos uma dica aqui: quer dar uma educação financeira realmente eficiente para os seus filhos? Comecem a fazer desde já a declaração de imposto de renda individual desses filhos e assim o investimento não vai ser problema algum.

Qual é o problema em fazer isso?

Você não terá mais os seus filhos com dependentes na sua declaração de imposto de renda, uma vez que  terão declarações de imposto de renda separadas. Só que por outro lado, ele vai ter os investimentos no nome dele e isso é bom por vários motivos, né…

Note que é uma estratégica que tem que ser discutida em família.

Por que qual o benefício fiscal que vocês têm de ter os filhos como dependentes? O patrimônio deles também entra na declaração de imposto de renda da família.

Assim, é uma declaração de imposto de renda do responsável mais os dependentes e você vai ter valores envolvidos, que vão estar discriminados como o CPF daquele dependente, que estão na declaração do imposto de renda sua.

Vai constar ali que existe um investimento, aquele investimento do seu filho que não é seu, não tem problema algum. Entendeu?

Isso não vai influenciar no seu Imposto de Renda, amigo!

Ou se vocês não tem nenhum tipo de benefício fiscal, receber o fato dos filhos constarem como dependentes, por exemplo, não tem imposto nenhuma a restituir.

Já fizeram as contas? O imposto é pago e devido e não tem que receber nada da receita? Então, não tem porque você listar seus filhos como dependentes.

Nesse caso seria mais interessante fazer uma declaração separado mesmo e aí vai se acumular um histórico da evolução desse patrimônio dos filhos e lá na frente na vida adulta já vão ter um aprendizado interessante.

ANÚNCIO