Coworking é opção para economizar dinheiro na hora de empreender

Você já deve ter ouvido por aí o termo “Coworking”, não ouviu? Se não ouviu, nós vamos explicar: é uma tendência que está presente no mundo todo e traz benefícios profissionais á várias pessoas. Agora, se você quer saber como funciona o Coworking e por que ele é uma alternativa promissora ao home office… Vai precisar ler este artigo até o final.

Na tradução livre, Coworking nada mais é do que escritório compartilhado. A origem vem de Bernie De Koven, descrito por Brad Neuberg. E, para o Wikipédia: “Grande parte dos espaços de Coworking existentes hoje foram fundados por empreendedores nômades de tecnologia, que buscavam locais de trabalho alternativos aos cafés e às suas próprias casas”.

Assim, pessoas que têm interesses e atuam em setores diferentes, podem compartilhar de uma mesma infraestrutura, como salas de reuniões, secretárias e outros empregados.

Portanto, Coworking é uma forma de trabalho onde pessoas compartilham de um mesmo escritório, com custos reduzidos e grandes possibilidades de Networking profissional, gerando oportunidades, novos negócios e projetos.

Coworking é opção para economizar dinheiro na hora de empreender

Reprodução: Google

Normalmente, a tendência dos coworkings está ligada aos microempresários, que desistem de trabalhar em casa, mas buscam lugares que não tem custos altos.

“Há muitos custos para abrir um escritório além de aluguel, condomínio, IPTU, que os iniciantes, normalmente, esquecem. Há gastos com limpeza e manutenção, por exemplo, além do investimento inicial do espaço”, afirma Fernando Bottura, fundador do Gowork, em São Paulo.

Na teoria, empreender no Coworking é compartilhar um escritório com outros profissionais, sendo que a vantagem é para todos, já que os custos são minimizados. A maioria dos coworkings são salas privativas e com espaços abertos. Assim, quanto maior o espaço, mais contatos poderão ser feitos.

“Não faz mais sentido ficar sozinho em uma sala comercial. É deixar oportunidades passarem”, afirma Jorge Pacheco, CEO do Coworking Plug, em São Paulo.

Finanças Pessoais: 5 Passos Fundamentais para Fazer o Salário Caber Dentro do Mês?

Valores do Coworking

Falar em valores é sempre muito complicado. Porque, veja bem, quanto está o aluguel de uma sala na sua cidade, leitor? Ele é muito variado e tem uma média. Além do mais, tudo vai depender da sua região. Mesmo dentro de uma cidade, os valores podem ter grandes diferenças.

No entanto, buscamos algumas informações para que você tenha uma ideia. Conforme opinião do economista Sandro Maskio, da Universidade Metodista de São Paulo, uma sala comercial pequena é alugada por 2 mil reais por mês e um espaço compartilhado (Coworking) não vai ficar mais do que 500 reais.

Ou seja, conforme Maskio, a economia é bastante significativa. E isso sem contar que os outros custos, quando cobrados, também serão compartilhados, entre eles, a água, luz, telefone.

Em termos de números recentes, ainda não foram divulgadas pesquisas, mas o que sabemos é que do ano 2015 para 2016, o número de coworkings cresceu mais de 50% no Brasil.

Em um breve pesquisa na internet é possível encontrar espaços compartilhados com preços que variam de 200 à 800 reais em São Paulo, sendo que a maioria oferece pacotes mais completos, como telefone, secretária compartilhada e sala de reunião.

Na Europa, em 2016, foram abertos mais de 1,6 modelos de Coworking, conforme pesquisa da Global Coworking Sensus. A pesquisa ainda afirmou que a definição para Coworking é: “Ambiente econômico favorável para aproveitar e melhorar o Networking e conseguir novos parceiros”.

Leia MaisEquação do Sucesso? Trabalho + Otimismo = Muito Dinheiro – Então, saiba que 75% dessas pessoas estudadas tiveram o sucesso no trabalho explicado pelo otimismo e não, necessariamente, pela inteligência. A rede de contatos e a habilidade de canalizar energia para coisas positivas são os principais instrumentos para tais feitos.

Equação do Sucesso? Trabalho + Otimismo = Muito Dinheiro

É possível ganhar dinheiro com o e-commerce? 6 motivos para provar que SIM

Bom, o texto poderia terminar aqui, já que agora você já tem a resposta. É possível ganhar dinheiro como e-commerce? Sim, sendo ele um comércio eletrônico, sabemos que hoje existem muitas transações financeiras feita dessa forma. Mas, como somos abusados, vamos explicar “tim por tim” sobre isso e mostrar alguns dados que podem te surpreender. Aliás, fica a dica para você ter, quem sabe, uma Renda Extra! Leia a notícia inteira!

7 Vantagens do Coworking

Se o assunto despertou o seu interesse e você viu no Coworkinguma forma de otimizar tempo e economizar dinheiro, então, confira agora os 7 principais benefícios do Coworking.

1 – Network: Quando você trabalha com outras pessoas de setores diferentes, você consegue construir uma cadeia de contatos extremamente promissores. E isso é possível somente para quem trabalha em um Coworking.

É praticamente o mesmo que frequentar várias reuniões e eventos externos.

2 – Contatos de Novos Clientes: Por ser um ambiente colaborativo, sempre que houver visita de clientes, você e outros profissionais vão ter, automaticamente, o contato com eles, podendo apresentar seus serviços.

Essa é uma prática comum nos escritórios compartilhados e ajuda, diretamente, no desenvolvimento da sua empresa.

3 – Consultoria Especializada: Se você tem alguma dúvida em alguma área que não domina… Olha para o lado, vai que tem algum coworker que entende do assunto. Assim, no Coworking você consegue contribuições valiosas e especializadas.

Quer ganhar dinheiro em casa, dormindo ou com uma franquia? Veja essas dicas de negócios

4 – Inovação no Mercado: Como o conceito de Coworking é algo novo, então, o apresente aos seus clientes, isso vai transmitir uma ótima impressão, de negócio moderno e dinâmico.

5 – Ampliação de Conhecimentos: Alguns espaços Coworking proporcionam eventos e celebrações, o que é um prato cheio para você entrar em contato com as tendências do mercado dentro desses espaços.

6 – Foco e Produtividade: Pode parecer mentira, mas um escritório de Coworking torna as pessoas mais produtivas do que um home office. Com muitas pessoas ao redor, os trabalhadores tendem à buscar mais os melhores resultados.

7 – Aprendizado Constante: Trabalhar em conjunto, compartilhar experiências e ter o contato social pode proporcionar um desenvolvimento satisfatório. Isso pode ser somado ainda á um ambiente cheio de inovação e dinamismo.

Como o Facebook Ganha Dinheiro?

Nos números deste ano não há a separação dos valores ganhos com publicidade. Mas, em 2016, sim. Do faturamento anunciado no final do ano passado, que foi de US$ 7 bilhões, US$ 6,82 bilhões corresponderam à publicidade. Isto conforme informações do jornal “Telegraph”.

A informação do jornal ainda diz que “84% das propagandas são criadas com foco nos telefones celulares”. Logo, dá para imaginar os motivos. Estima-se que 90% dos usuários do Facebook acessam as contas pelo celular. Leia:

Como o Facebook Ganha Dinheiro e Como Ganhar Dinheiro com o Facebook

Melhores Dicas na hora de Pesquisar um Coworking

Como falamos acima, os preços dos espaços compartilhados são bastante variáveis. Logo, quanto maior o valor, provavelmente, maiores os serviços disponibilizados.

Se você é novato e tem o interesse em procurar um coworking vai ter que se atentar à alguns detalhes para não comprar gato por lebre. Pensando em você, selecionamos algumas dicas a serem observadas.

A Internet é o básico para qualquer coworking que se preze! Sabemos que no Brasil esse serviço não é dos melhores, mas você pode observar alguns fatores que vão influenciar na sua produtividade:

  • A internet é dedicada? Se não for, o local não poderá ter mais do que 20 pessoas.
  • Existe um controle de banda no acesso? Se não existir, pode ser que outras pessoas podem ficar baixando filmes e mais filmes durante os dias e os meses, o que vai deixar a internet de todos mais lenta.

Quanto à estrutura física, é preciso notar no contrato se tem itens “indispensáveis”, como ar-condicionado, mesas e cadeiras, limpeza e manutenção, além de geladeiras e suporte para galões de água.

Depois, note se há serviços de telefonia, de impressão, ambientes de convivência, salas de reunião, equipamentos multimídia, salas privativas… Entre outros.

Apertado? Aprenda a Ganhar Dinheiro Extra na Internet e com Investimentos

E para quem quer ser dono do Coworking?

Também existem vantagens. Entre elas, a lucratividade. Por exemplo, os analistas afirmam que há 3 grandes motivos para um empreendedor abrir um Coworking:

  1. Remunerar um imóvel que esteja parado,
  2. Empreender e montar um negócio novo,
  3. Fomentar o empreendedorismo e o networking entre as pessoas.

Depois de levantado os motivos, resta saber se o coworking dará mesmo lucro. Nesse caso, é importante lembrar que o resultado pode não ser imediato e a estimativa é que o investimento precise de um tempo de 12 meses para começar a valer a pena.

Por fim, vale analisar também que os serviços são importantes para agregar valores ao trabalho, com outros serviços que complementem a receita do aluguel das salas. Essa receita adicional não virá apenas em forma de dinheiro, mas de experiência e produtividade.

Leia Também: Home Office – uma nova forma de fazer negócios

Nós que estamos a par do mercado financeiro global já sabemos que muitos mitos estão sendo quebrados a cada ano que passa. Isso é um ótimo sinal. Que apenas os ricos podem investir é um desses e que apenas quem trabalha com carteira assinada em um escritório no horário comercial é feliz, é outro.

Home Office: uma nova forma de fazer negócios

O tempo mudou e as necessidades também. As pessoas mudaram e os costumes também.

Vamos falar de São Paulo, então. A cidade mais populosa do Brasil. Provavelmente, a que tem também mais carros, mais dinheiro e mais cifras, no âmbito geral do comércio, do serviço e dos produtos.

Com um metro quadrado tão caro e um transito tão caótico, o que resta ao trabalhador comum se não trabalhar, dormir e descansar? É por isso, inclusive, que cada vez mais as pessoas estão idolatrando os feriados.

6 notícias (apenas) para quem tem muito dinheiro

“Ah, mas quando se trabalha com o que gosta, então, não é trabalho”. Concordamos em número, gênero e grau. Também somos dessa opinião. Mas, será que no mundo, existe alguém que gosta de perder 2 ou 3 horas no trânsito e deixar quase metade do salário no aluguel de um apartamento minúsculo?

É, para os moradores de São Paulo, sabemos que nem tudo são flores.

Mas esse é só um exemplo para falar da mudança de comportamento do brasileiro. Antes, há pouco tempo atrás, o ideal de vida das pessoas eram conseguir um emprego fixo, com CLT (Carteira de Trabalho), receber as férias e o ordenado mensal. As férias eram endeusadas e muito esperadas.

Hoje, esse perfil já não é tão promissor assim. Com o conhecimento acerca do mercado financeiro, muitas pessoas optaram pela qualidade de vida, ao invés da segurança do trabalho formal.

Algumas empresas (sim, a maioria delas) ainda mantém o padrão do horário comercial, com uma hora para o almoço e o regimento interno. No entanto, já é possível notar que outras (empresas) já estão adotando medidas para solucionar tais problemas dos seus colaboradores, tais como o trânsito, já citado acima.

O resultado, aparentemente, tem sido bom: aumento da produtividade, redução dos custos e metas alcançadas.

Descubra como fazer o seu filho se tornar um empreendedor de sucesso

Sobre esse assunto, a Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios produziu um material muito interessante, com apoio do Instituto Trabalho Portátil, na qual foi publicado em 2014. Vejam bem, a matéria é de 3 anos atrás, mas os ensinamentos ainda perduram firmemente.

Agora, de forma atualizada, nós vamos reproduzir esse material. São 7 coisas que toda empresa precisa saber sobre o trabalho home office.

A divulgação dessas informações tem o único propósito de reduzir a preocupação das empresas e garantir que mais pessoas se beneficiem do trabalho portátil. Acompanhe!

Com informações do ziriga, exame e cwk