Magazine Luiza dá 6 dicas para quem vai comprar um smartphone

ANÚNCIO

É muito comum que a gente fique com dúvidas na hora de comprar um smartphone, não é mesmo? Isso começa desde a escolha do sistema operacional: será que é melhor o Android ou o iOS? Se você também passa por isso, fique tranquilo porque é bastante comum.

E, na verdade, é até bom porque mostra que você está refletindo sobre as suas compras. Afinal de contas, ninguém quer gastar dinheiro à toa ou comprar algum produto ruim, né. E aí que a Magazine Luiza, que é um dos sites mais referenciados do e-commerce deu algumas dicas.

ANÚNCIO

Magazine Luiza dá 6 dicas para quem vai comprar um smartphone

A ideia é justamente essa: a de ajudar os consumidores a comprar um smartphone de forma assertiva. Evitando o desperdício de dinheiro e fazendo uma escolha mais objetiva. E, como a empresa diz, a quantidade de opções de celulares é o que deixa o cliente cada vez mais confuso.

Abaixo, a gente separou os principais pontos que a Magazine Luiza cita como importantes. Fizemos algumas adaptações, mas todas as informações são do site da empresa. Afinal, a nossa ideia é a mesma: te ajudar a fazer uma escolha mais assertiva e mais barata também.

ANÚNCIO

1 – A câmera

A primeira coisa que deve ser analisada na hora de comprar um smartphone é justamente com relação à câmera. Pode parecer que isso não seja importante, mas é sim. E vai dizer que você nunca ouviu alguém reclamando de ter uma câmera ruim no celular?

“Prefira aqueles celulares que tenham sensores acima dos 8 MP”, é a principal dica do Magazine.

Além disso, a empresa fala também da abertura de foco. “Quanto menor o número dessa especificação, maior será a quantidade de luz que passará pelo sensor”. E isso aumenta a qualidade da imagem, obviamente.

Ainda sobre a câmera, tem outra dica. Pensar em softwares e inteligência artificial é inteligente. Isso porque as fotos ficam mais atraentes. É como se eles conseguissem esconder as imperfeições, entende?

“Dá para criar, por exemplo, os efeitos de bokeh e desfoque do plano de fundo”.

Ainda com relação à câmera, temos as imagens em vídeo, né. Então, fique atento à resolução e também aos frames que são capturados. “A câmera é boa se a capacidade de fazer vídeos for de qualidade 4K a 60 frames por segundo”.

2 – O sistema operacional

Mais uma dica é sobre o sistema operacional, que é, sem dúvidas, uma das maiores questões a serem resolvidas. A briga está entre o Android, que é o do Google e o iOS, que é da Apple. As duas gigantes da tecnologia no mundo.

O fato é que quem atua no mercado de forma mais pública e mais acessível é o Android. A maioria das pessoas tem um Android. Agora, o motivo é que ele tem mais opções de celulares disponíveis. O que é importante para quem vai comprar um smartphone nos dias de hoje.

Assim, se você não quer ficar preso à um tipo ou tamanho de tela, nem ao design fixo ou ao armazenamento, o Android pode ser uma boa ideia. Além disso, ele tem o que é chamado de “sistema aberto” e isso permite a customização do aparelho.

Só que analisar apenas isso não basta. Também é preciso analisar o que você tem ao seu redor. “Se são aparelhos da mesma plataforma, melhor. Os seus eletrônicos são iOS ou Android? A ideia é eles conectados será melhor para você”.

A melhor época para comprar celular, eletrodomésticos e TV

3 – O armazenamento

Mais uma dica do Magazine Luiza é sobre o armazenamento do aparelho. Isto é, qual é a capacidade que o celular tem para guardar vídeos, imagens, livros digitais, etc.

“Dê preferência para os aparelhos que tenham, pelo menos, 32 GB de memória”, diz o Magazine Luiza, em seu blog de consórcio.

Outra coisa é notar se o aparelho aceita cartão de memória para “alongar” essa capacidade de memória. É a famosa memória expansiva. Quando ele aceita, geralmente, você pode expandir para até 1 TB de espaço para gravar e salvar mídias.

4 – A tela

A tela é outro diferencial que os smartphones podem ter. E aqui o assunto é bastante pessoal, mas precisa ser estudado. Tem que adore uma tela grande para jogar, tem que prefira as menores por serem menos chamativas. Aí, é com você.

“Existem telas com 6,2 polegadas. Mas, também há opções mais compactas no mercado”.

O que é preciso tomar cuidado é quanto à resolução da tela. Obviamente que quanto maior for, melhor será. E não se esqueça de testar a qualidade do brilho também.

5 – A bateria

Quem nunca reclamou que a bateria do celular acabou rápido demais que atire a primeira pedra. E, por isso mesmo, analisar a bateria durante a compra de um smartphone também é uma medida inteligente de se tomar.

Atualmente, há muitas opções e isso é importante para quem faz o uso constante do aparelho. Para evitar prejuízos ou raiva, saiba que os aparelhos mais recomendáveis são aqueles que tem, ao menos, 3.000 mAh.

Agora, saiba também que tem como aumentar o tempo de duração da bateria, né. Isso envolve o tamanho da tela, a versão do sistema operacional e até mesmo o modelo do processador. Alguns consomem mais que outros.

6 – O processador

A última dica é sobre o processador do seu celular. Vamos lá entender uma coisa. A performance dele vai depender da memória ram, que é diferente da memória da armazenamento, ok?

“Opte por processadores que são quad-core ou superior. O octa-core é ótimo. Assim, quanto maior a velocidade dele, melhor a experiência do usuário”. Prefira aqueles que tenham, ao menos, 2 GB de memória ram.

ANÚNCIO