Vai Viajar para o Exterior? Descubra como Comprar Dólar sem Perder Dinheiro!

PROPAGANDA

“O ideal é nunca comprar uma quantia grande de dólar de uma só vez, mas sim ir comprando aos poucos. Nós indicamos que aproveitem o momento da queda para não terem surpresas no futuro, que podem fazer com que eles paguem caro”.

A recomendação acima é do diretor de câmbio da Ourominas, Mauriciano Cavalcante, que deu uma entrevista ao Infomoney nos últimos dias.

PROPAGANDA

“A tendência é de que a cotação do dólar fique entre o patamar de 3,10 e 3,15 reais, então recomendamos que, quem precisar, faça a compra neste momento”.

A expectativa é que a moeda continue nesse valor por um bom tempo, mantendo o patamar dos 3,10 reais que aconteceu nas últimas semanas. Portanto, o turista que quiser viajar para o exterior em um período curto deve aproveitar a chance para a compra da moeda.

Por sofrer oscilações diárias, o mercado da moeda é considerado muito arisco. E, nesse caso, como ficam os turistas? Pensando neles, fizemos este artigo com notícias atualizadas sobre a moeda americana e alguns conselhos de especialistas para a compra dela.

PROPAGANDA

Descubra como Comprar Dólar sem Perder Dinheiro

Estamos em Junho e mês que vem é um período típico de viagens. E se você não comprou os dólares até agora, o que deve fazer?

Para a maior parte dos especialistas, a instabilidade da economia brasileira aconteceu por conta das denúncias envolvendo o presidente Michel Temer, porém ela não deve se dissipar tão cedo. Ou seja, novas altas devem ocorrer em um período curto de tempo.

No mundo das viagens, os pequenos consumidores são aqueles que precisam comprar dólar turismo, que, normalmente, tem o preço mais alto do que o dólar comercial, que é usado em movimentações financeiras do governo e empresas de commodities.

Para você ter uma ideia, no dia 18 do mês passado, quando o nervosismo estão no auge, a corretora Confindence vendia o dólar turismo à mais de 3,9 reais e apenas para clientes que iam viajar. Seis dias depois, a mesma corretora vendia o mesmo dólar a 3,5, incluído o IOF.

Então, o que fazer para não perder dinheiro ao comprar dólares? “É mais prudente optar por um pacote nacional nesse momento”, afirma Clemens Nunes, professora da Escola de Economia da FGV-SP.

Vai Viajar para o Exterior? Descubra como Comprar Dólar sem Perder Dinheiro!

Reprodução: Google

Se a sua viagem já está programada e os dólares são necessários, o ideal é acompanhar o mercado e não deixar para acompanhar no último segundo.

“Eu dividiria a compra em duas vezes, uma para agora e outra para daqui 40 dias, para diluir o risco. Espere uma queda e compre”, aconselha Alexandre Cabral, professor de Finanças do LabFin da FIA (Fundação Instituto de Administração).

Essa visão sobre dividir as compras também é compartilhada por Samy Dana, que é professor e economista da FGV. Para ele, essa é a melhor forma de evitar riscos em cenários como o atual.

Em uma simulação, ele mostra que se o consumidor comprar 2 mil dólares em dinheiro com a cotação à 2,15 reais, por exemplo, gastaria ao todo mais de 4,3 mil reais.

Porém, se ele fizesse isso comprando metade quando a cotação estava em 2,10 reais e a outra parte quando subiu para 2,15, teria conseguido economizar, ao menos, 50 reais.

Considerando o IOF (Imposto sobre Operação Financeira) de 0,38% cobrado na compra da moeda em dinheiro e no carregamento do cartão pré-pago, a simulação divulgada pelo professor ficou da seguinte forma:

  • Dólar valendo 2,15 reais em compra única = 4.316,34 reais
  • Dólar valendo 2,10 e 2,15 reais em 2 compras = 4.266,15 reais
  • Dólar valendo 2,05, 2,10 e 2,15 em 3 compras = 4.215,96 reais

“Se você deixar para comprar o dólar na última hora, pode se dar muito bem, caso a moeda caia, mas também pode se dar muito mal, se ela subir. Comprando dólar aos poucos, é possível minimizar o risco”, diz o especialista.

Efeito Trump

Outro ponto que tem que ser analisado é sobre a crise política no mundo, principalmente com a administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afeta diretamente a moeda norte-americana.

Alex Araújo é economista e diz que “a crise política pode se agravar ainda mais no curto prazo em função do nervosismo do mercado. E isso tem impacto direto nos preços das moedas. Quando há dúvida, gera pânico”.

Para ele, o dólar tem se desvalorizado frente à outras moedas mundiais em reflexo às supostas relações de Trump com as autoridades da Rússia.

“A situação de lá deveria servir para enfraquecer o dólar. Investidores fogem das economias em risco e o dólar está perdendo valor em relação a outras moedas. Só que o efeito da crise político brasileira está tão critica que o que real fez foi perder valor ante o dólar”, ele lamente.

No entanto, para Alex o cenário ainda pode ficar pior.

“Estava prevista a vinda de um capital estrangeiro, havia um ambiente favorável nessa direção. Mas essa nova enxurrada de crise joga tudo isso por terra. Portanto, tudo pode piorar ainda mais”.

Trump crítica loja de departamentos americana e… Companhia ganha US$ 450 milhões em valor de mercado!

“Minha filha Ivanka recebeu um tratamento tão injusto da @Nordstrom. Ela é uma grande pessoa, sempre me estimulando para fazer o correto! Terrível”.

Esse foi o tweet que o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou no Twitter. A crítica à empresa poderia gerar um desconforto para a loja de departamento americana…

Sim, poderia. Porque não foi, de fato, o que aconteceu. O tiro no próprio pé aconteceu após a companhia ganhar quase 450 milhões de dólares em valor de mercado.

Os papéis da companhia acumularam alta de 9,6% e foram listados e comercializados na Bolsa de Nova York na casa dos 46 dólares. Atualmente, o valor de mercado da Nordstrom é de 8,22 bilhões de dólares.

Leia Mais:

Trump crítica loja de departamentos americana e… Companhia ganha US$ 450 milhões em valor de mercado!

Consideração Final

É importante notar que a relação de preço entre o dólar e o real depende de vários aspectos estruturais e macroeconômicos. No momento atual, tanto o mundo quanto o Brasil vivem momentos ruins, politicamente falando, o que influencia na trajetória dos preços da moeda estrangeira.

Não restam dúvidas de que o planejamento para uma viagem continua sendo ponto importante para não gastar mais dinheiro do que deveria, ainda mais levando em conta uma viagem ao exterior, que precisaria ser organizada em etapas.

Bônus: As diferenças entre os dólares

No mercado atual existem basicamente 3 dólares: o comercial, o de turismo e o paralelo. Conheça as principais diferenças entre eles.

Dólar Comercial: é usado pelas empresas para a realização da importação e exportação de mercadorias. Ela é definida pelo Banco Central.

Dólar Turismo: é o que compramos quando precisamos viajar ao exterior. Ele é usado para passagens aéreas, gastos em estabelecimentos internacionais e conversão de débitos em moeda estrangeira.

Dólar Paralelo: é uma cotação não oficial para o dólar e, em tempos antigos, era usado para proteger o investidor de solavancos da economia e das medidas do governo.

Com informações do Infomoney, Uol e dinheirama

PROPAGANDA