A gente vai explicar como trabalhar na mesa de operações, sendo um trader

ANÚNCIO

Nos dias atuais, os investidores que optam pela renda variável podem usar o home broker como opção simples para dar ordens de compra de ativos, de ações. No entanto, poucos entendem, de fato, como trabalhar na mesa de operações. Por isso, esse texto é importante.

Entenda, para início de conversa, que a mesa de operações é uma opção diferente do home broker, ok? Assim sendo, para que se conheça melhor dessa alternativa, a gente precisa entender o que é uma mesa de operações e como ela funciona. Bora lá descobrir isso.

ANÚNCIO

Curiosamente, saiba que antes de nascerem os home brokers, que é mais rápido para comprar e vender ativos, essas mesas operacionais eram as principais formas de investimentos em ações que os investidores possuíam. O mais legal é que atualmente ainda é usada.

O que é uma mesa de operações

Em suma, uma mesa de operações é um tipo de serviço que os bancos e as corretoras de investimentos prestam aos clientes externos, isto é, aos investidores. Assim, um operador (que é um profissional qualificado) usa um sistema para negociar ativos em vários mercados.

No modo geral e mais simples, saiba que são vários operadores em uma sala, que fazem operações de forma simultânea. Provavelmente, você sabe do que estamos falando porque isso já apareceu várias vezes em filmes, séries e tudo mais.

ANÚNCIO

E quando aqueles operadores ficam olhando, o tempo todo, para vários monitores de computadores, sabe? No entanto, saiba que esse tipo de funcionamento não se dá apenas em ações, mas também em outros mercados.

Logo, temos as operações na renda variável (ativos da bolsa de valores), da renda fixa (ativos como títulos públicos), câmbio (ativos como moedas estrangeiras) e as commodities (ativos físicos, como produtos agrícolas).

O trader

Agora, vem a pergunta central do texto: como trabalhar na mesa de operações? Para isso, saiba que é importante considerar que existem várias mesas que operam em diversos mercados. Normalmente, cada uma é especializada em um mercado diferente.

Assim sendo, o profissional que atua em mesas de operações é chamado de operador. Porém, a gente o conhece muito mais como “trader”.

A questão principal aqui é que para ser um trader você precisa fazer uma prova e tirar a certificação profissional de que está apto para isso. Atualmente, esse diploma vem da Ancord, Associação Nacional das Corretoras e Distribuidores de Títulos e Valores Mobiliários.

O objetivo da certificação de trader é justamente conferir que o profissional sabe o que está fazendo e que conhece o funcionamento dos mercados. Também é o objetivo do diploma evitar que os clientes sejam atendidos por profissionais mal preparados ou mal capacitados.

Como é o funcionamento das mesas

Você sabe o que é uma mesa de operações e você também sabe como trabalhar na mesa de operações, sendo que é preciso ser um trader. Agora, vamos continuar o conteúdo falando sobre como funcionam tais mesas.

Até mesmo porque se você tem interesse em entender por completo como trabalhar na mesa de operações vai precisar saber disso, além de averiguar as vantagens desse tipo de profissão, que será o nosso próximo discutido aqui.

Especificamente sobre a mesa, saiba que ela tem o operador que vai executar as ordens de compra e venda dos clientes. Logo, a mesa serve como plataforma profissional para operações – diferente dos home brokers, que são menos precisos.

Sendo assim, os serviços dessa mesa acontecem em maior volume, ao passo que são executadas de uma só vez, no qual a diferença de centavos faz toda a diferença no final das contas. Por isso, temos as mesas como plataformas mais avançadas para investir em ações.

As vantagens de usar a mesa de operações

Como mencionamos acima, as mesas são mais precisas e permitem a atuação de operadores, o que quer dizer ordens em grandes quantidades. Porém, também é importante saber que eles fazem muito mais do que executar ordens, ok?

De modo geral, eles mantêm a atualização do mercado, entrando em contato com analistas, com grafistas, com recomendações, com análises gráficas, com oportunidades. No resumo da ópera, a gente tem um atendimento mais personalizado para o cliente.

Ah, sem contar, por fim, que uma das vantagens é a possibilidade de fazer operações no formato long&short, venda a descoberto, aluguel de ações, operações estruturadas, etc. O que um investidor não conseguirá fazer, facilmente, em um home broker.

Então, vale a pena usar a mesa de operações?

E como não vai ser diferente dos outros artigos que fazemos, agora vamos fechar com uma reflexão sobre a atuação do trader e do operador na mesa, será que vale a pena?

como trabalhar na mesa de operações

A verdade é que isso vai depender do serviço que é oferecido ao cliente. Por isso, todo investidor tem que conhecer muito bem as corretoras de investimentos e os profissionais que trabalham lá. Além disso, tem a questão do preço, que é discutível.

O motivo é que, de modo comum, a principal fonte de receita das corretoras pode vir da taxa de corretagem. Então, ela é cobrada para cada nova operação que o cliente faz. Nesse caso, o trabalho na mesa se torna mais distante da realidade.

7 Dicas Fáceis para Escolher o Melhor Home Broker do Mercado Financeiro

Mas, há de se pensar que cada corretora tem uma forma de fazer a cobrança. Dessa forma, há de se pensar que o serviço do trader é especializado e personalizado – por isso, geralmente, tem um custo. Do mesmo modo que investir pelo home broker também tem suas vantagens.

ANÚNCIO