Como sobreviver com um salário mínimo?

Será que dá para viver com um salário mínimo? Lembrando que com a nova atualização do governo federal, o novo valor do salário mínimo foi para R$ 998.

O que fica claro é que esse valor parece irrisório porque não é suficiente para muitas famílias sobreviverem. O problema está na correção desse salário mínimo que já deveria estar em R$ 2 mil ou mais.

Mas, isso não acontece e está difícil de acontecer aqui no Brasil, não é mesmo?

Os gastos

Uma família brasileira, muitas vezes, é formada por pais e filhos.

Nesse assunto entram temas como escolas, materiais, aluguel da casa, energia elétrica, água, telefone, alimentação… E isso porque estamos falando de itens básicos para a vida, ok?

O que fica claro é que R$ 998 parecem não ser suficientes para tanto custo.

Por outro lado, também não podemos jogar a toalha. Temos que nos virar e nos reinventar para termos adição à essa renda e conseguir sobreviver.

Um salário mínimo hoje está em R$ 998 e muitas vezes, o aluguel já é praticamente  esse valor. Então, como é que a gente faz?

Devemos tomar alguns cuidados, obviamente!

Como sobreviver com um salário mínimo?

O padrão de vida

Considerando uma família como essa, que tenha filhos, saiba que vai ser preciso notar como estamos vivendo o nosso padrão de vida.

A gente precisa ver exatamente como é que estamos lidando com cada centavo desse dinheiro que recebemos mensalmente.

Aqui falamos em fazer um diagnóstico para fazer com que esse dinheiro renda mais. E não que isso signifique que vamos fazer o dinheiro aumentar, mas sim vamos poder aproveitá-lo da melhor forma.

A receita extra

Um dos resultados que vamos ver é que vai ser preciso sim buscar a receita extra!

A família vai ter que se compor, ou seja, vai ter que entrar dinheiro extra de algum lugar porque com um salário mínimo na atual condição fica muito difícil ter qualidade de vida – e pode ser a mínima que seja.

Mas, tem muita gente que vive sim com um salário mínimo.

E ainda consegue poupar dinheiro mensalmente.

Como assim?

Não vamos ficar contando histórias de outras pessoas, mas o que queremos que você entenda é que não importa quanto você ganha no mês. Mas, importante sim quanto você guarda do todo.

Essa pessoa que citamos conseguiu fazer com que esse ganho mensal fosse suficiente para guardar 10% por muito tempo.

E tem pessoas que ganham 10 salários mínimos e não tem nada guardado. O que quer dizer que não é quanto você ganha e sim quanto você gasta!

A educação financeira

Isso acontece de verdade e chamamos de educação financeira de perseverança, de atitude, de deixar desejos imediatos para que possa ter uma segurança maior no futuro.

E tem muita gente que ganha um salário mínimo e tem casa própria. Que foi conquista com o suor do trabalho, da luta diária, dos esforços, de centavo em centavo.

Essas pessoas buscam por condições que o governo deu nas compras dessas casas populares.

Porque também devemos saber aproveitar as oportunidades que a vida nos dá, não é verdade?

Mas, lógico, nós temos que aumentar a nossa renda também, sem dúvida alguma.

A visão de futuro

Mas, para isso eu preciso empreender melhor e para isso também as vezes eu preciso estudar muito mais!

Eu preciso me aprimorar!

Aqui entra não apenas os cursos caros, mas toda a união da família. Isso é que é importante!

Quando a gente tem uma situação dessa, onde a receita e o ganho mensal não é muito alto, nós vamos ter que buscar esse dinheiro dentro da própria casa.

Como fazemos isso? De vários jeitos. Pode ser reutilizando produtos, reciclando, fazendo movimentações de fins de semana que geram algum dinheiro, vendendo algo que não é mais útil.

O aposentado, por exemplo!

A grande parte do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) do Brasil ganha 1 salário mínimo. E como eles fazem para pagar todo gasto que a velhice gera?

Olha só situação difícil, sim, mas tem gente que vive sim com qualidade de vida mesmo ganhando esse salário baixo.

O fato é que devemos sim reclamar do governo e pedir melhorias, sempre. Só que apenas reclamar também não vai adiantar nada.

Por outro lado, sempre existe oportunidades e a oportunidade você pode encontrar quando estiver de olhos atentos para elas.

Tem muita gente, principalmente os aposentados, que ganham o salário mínimo e ainda sustenta a família. Perceba, que estas pessoas respeitaram dinheiro, não aceita desaforo…

– Independente do valor que você receba, aprenda quanto e como vai gastar.

Esse é o segredo para que você possa ter essa tal sustentabilidade financeira mesmo que ganhe pouco todos os meses.