Confira esse passo a passo sobre como ser freelancer na internet

ANÚNCIO

Em várias oportunidades que a gente citou as formas de ganhar dinheiro extra ou mesmo de trabalhar por conta própria acabamos chegando a um nome: freelancer. Mas, você sabe como ser freelancer na internet hoje em dia? O conteúdo de hoje é para dar essa resposta.

Afinal de contas, essa é uma ideia muito boa e que tem ajudado milhares de brasileiros e conseguir aquele dinheiro a mais no orçamento. Mais tarde, isso pode se tornar até mesmo o carro-chefe da economia da família, né.

ANÚNCIO

Porém, quem ainda não conhece esse mercado e sempre ficou preso à uma empresa, a CLT (Carteira de Trabalho) ou concursos públicos pode não entender muito bem como isso tudo funciona. Para quem quer mudar, saiba que trouxemos aqui um verdadeiro passo a passo.

O passo a passo

Para responder à pergunta de forma bastante simples, objetiva e sincera, nós criamos o passo a passo. Assim, ele nada mais é do que um guia que vai mostrar os passos que precisam ser seguidos para que se chegue a esse tipo de trabalho de forma rentável. Confira.

A escolha da especialidade

A primeira coisa é saber que freelancer é um tipo de trabalho, um formato. Por isso, você não tem que ser apenas freelancer. O ideal é ser freelancer de alguma área, alguma especialidade. Então, essa é a primeira dica.

ANÚNCIO

Decida por aquele tipo de trabalho que você tenha especialidade e que te permita trabalhar dessa forma. Por exemplo, você pode ser alguém que edita vídeos para o Youtube, que faça textos para blog, que transcreva áudios, etc.

A criação da rotina de trabalho

Outro ponto importante que vai responder à pergunta sobre como ser freelancer na internet tem a ver com a sua rotina de trabalho. Porque não é pelo motivo de trabalhar de casa ou em horários flexíveis que você não deve ter uma rotina, né.

Ao contrário, quanto mais regrado e disciplina você for, maiores as chances de ser um profissional bem cotado e procurado no mercado. Por outro lado, é claro que nem sempre vai dar para acertar de primeira.

De modo geral, você vai precisar de tempo para descobrir qual é o horário de trabalho em que você é mais produtivo, por exemplo. De qualquer modo, não perca o foco e saiba que você tem que ter a sua hora de trabalho, mesmo sem precisar bater o cartão ou assinar o livro.

O ambiente de trabalho

Para complementar o tópico anterior, temos que falar do ambiente de trabalho também. Independentemente do tipo de serviço que você presta pela internet, saiba que você deveria ter o seu “canto” para trabalhar online.

Pode até ser aquele espacinho que tem no seu quarto ou que antes era o quarto da bagunça. Mas, agora você precisa tê-lo arejado, limpo e com os componentes importantes para você atuar, como computadores, iluminação, etc.

O estudo sobre ter o próprio negócio

Mas, como ser freelancer na internet de forma oficial e formal? Atualmente, existem vários modelos simples para você ter o próprio negócio e pode atuar como freelancer até mesmo fazendo a emissão de notas fiscais.

Um dos mais atuais e mais simples é o MEI (Microempreendedor Individual). No entanto, ele permite um faturamento máximo de R$ 81 mil por ano. Mas, de qualquer modo, pode ser o seu ponto de partida.

O importante é você estudar as possibilidades que existem para você abrir a sua empresa, se tornar um freelancer confiável e começar a prestar o seu serviço para o mercado. Inclusive, você também deveria ler conteúdos sobre gestão, pessoas, liderança, etc.

A forma de precificar o seu trabalho

como ser freelancer na internet

A gente sabe que hoje em dia existe uma grande briga entre os especialistas na hora de precificar o seu serviço. No entanto, o que todos concordam é que no começo o seu preço deve ser mais atrativo para você fazer a sua clientela.

Mas, quanto cobrar pelo serviço de freelancer? Para se ter essa resposta, o ideal é você analisar o que outros profissionais cobram, como cobram e por que cobram. Para se ter uma ideia, dificilmente você vai cobrar por tempo de trabalho.

Nesse mundo dos freelancers, quase sempre a cobrança é feita por evento ou entrega de conteúdo. A produção de um artigo para blog, com SEO, pode ser de R$ 50 para cada 1 mil palavras, por exemplo. Independente se você vai levar 1 hora ou 1 dia para fazer.

A possibilidade de fazer parcerias

Depois que você souber, na média, o seu preço, talvez seja a hora certa de buscar parcerias. Isso porque elas tendem a ser melhores do ponto de vista financeiro e por oferecer um trabalho mais longo.

Por exemplo, você pode ser alguém que faça revisões de peças publicitárias e começar a prestar serviço para uma agência de publicidade, por exemplo. Assim como pode transcrever áudios para um empresário que recebe muitos comentários no seu Whatsapp, etc.

O importante é você considerar que dá para trabalhar de forma independente, através de um contrato de freelancer, nesses casos.

Leia também:

As plataformas de freelancers

Para terminar o conteúdo sobre como ser freelancer na internet, vamos considerar que você pode conseguir o seu trabalho através de parcerias com outras empresas. No entanto, esse não é o mais comum no mercado de hoje.

Atualmente, quem começa a vida de freelancer acaba optando por plataformas que oferecem tais serviços. Obviamente, os preços pagos serão menores. Ainda assim é uma ótima forma de começar essa vida profissional própria.

Para se ter uma ideia, atualmente são muitos os sites que buscam tais profissionais. A gente pode listar alguns, como a Workana, o Freelancer.com, o 99 Freelas, o Nearjobs e até mesmo o Getninjas e o Trampos que são mais gerais.

ANÚNCIO