Quer saber como sair de um colapso financeiro nesse ano? Comece com esse guia

Entrar em um colapso financeiro é fácil, mas sair dele não é. Agora, dizer que o melhor era ter se prevenido também é fácil. Mas, porém, mostrar como dá para sair dele não é. A boa notícia é que nós encontramos formas de fazer isso. Então, leia mais e descubra como sair de um colapso financeiro ainda nesse ano.

Curiosamente, o colapso financeiro ou econômico é muito usado para falar de quando a economia de um país ou de uma região está frágil. Assim, há prejuízo para todo canto. Só que nessa matéria não vamos nos atentar aos fatos históricos. O foco é você.

Então, o que queremos é que você pense que está em um colapso financeiro. Ou seja, que está com dívidas ou, ao menos, em uma situação financeira complicada. Por outro lado, também queremos que você veja que apesar de não parecer você tem saída, há solução e você encontrará nesse guia.

O guia para sair do colapso financeiro

Após toda essa introdução, o que a gente tem que considerar é que esse texto não é uma solução mágica para os seus problemas. Mas, sim, um começo para quem está com problemas financeiros até o pescoço. Logo, são passos simples e rápidos para você saber por onde começar. E que fique claro: ninguém disse que seria fácil, ok? Mas, é possível.

As dívidas

como sair de um colapso financeiro
Foto: (reprodução/internet)

Entender as dívidas é o primeiro passo de todos. Aqui, é preciso muita atenção porque são várias as informações. A se começar por essa: evite novas dívidas. Sim, independente se você já tem uma ou mais é importante saber que se deve evitar novas o máximo possível.

Exceto se você vai fazer uma nova dívida para pagar as dívidas antigas. Por exemplo, quando a gente opta por um empréstimo pessoal consignado para pagar as contas atrasadas do cartão de crédito. Isso porque ser inteligente porque os juros são menores. Exceto por isso, não faça novas dívidas, hein.

Ainda sobre as dívidas, o próximo passo é entender o tamanho do seu problema, literalmente. Você precisa listar em uma planilha ou em uma folha de papel todas as informações sobre elas. Por exemplo, quantidade, valores, juros, tempo, etc.

Então, a partir disso, você começa a criar um plano para solucionar o problema. Mas, não faça nada antes de ter essa listagem de dívidas, ok? Se você está perdido e não sabe como lidar com as dívidas, considere que aqui no blog temos várias dicas.

Em todo caso, você também poderá buscar informações nos credores que possui. Por exemplo, o próprio Serasa tem vários feirões que permitem o ajuste das contas com percentuais bem alto de descontos.

O essencial

como sair de um colapso financeiro
Foto: (reprodução/internet)

Para complementar o que falamos acima, considere que outra boa dica para quem quer aprender como sair de um colapso financeiro tem a ver com o que é chamado de “sobrevivencialismo”. Se você acha que não tem nada a ver com as finanças está enganado.

Mas, o que é isso? Nada mais do que aprender a viver apenas com o essencial. Inclusive, o termo já nos remete a ideia de que é preciso estar preparado para um possível colapso da economia, seja no mundo, no país ou na sua casa, viu.

A expressão é muito comum nas falas do psicólogo Julio Logo, que sempre aparece nos programas de TV e até mesmo na internet. Um trecho da fala dele diz que isso nada mais é do que “formar pessoas capazes de agir em situações em que o sistema é incapaz”.

Do lado financeiro, a gente pode ver isso muito claramente. Assim, quando a pessoa chega na situação das dívidas, considere que raramente aparece um salvador da pátria para solucionar tudo. Então, é a própria pessoa e família que tem que aprender a fazer isso.

E como se aprender a fazer isso? Vivendo com o que é essencial e nada mais.

A reserva

como sair de um colapso financeiro
Foto: (reprodução/internet)

Em um próximo passo, a gente tem que considerar que após quitar as dívidas, você começa a respirar melhor, fazendo uma análise com que está entubado em um hospital. Porém, você ainda precisa de remédios e exames. Por isso, tem que viver com cautela (sobrevivencialismo).

Seguindo a trajetória, a próxima ideia é que você comece a se exercitar, se alimentar melhor e ter uma vida mais saudável para evitar os novos problemas que o levaram ao hospital, entende? Nas finanças, aqui a gente fala sobre criar reserva de emergência.

Inclusive, esse é o primeiro passo para quem quer, realmente, melhorar de vida. E se você está dizendo que não consegue economizar dinheiro para criar a reserva, o ideal é voltar no tópico anterior porque você ainda não aprendeu sobre viver apenas com o essencial.

Então, como falamos no começo, a história não é fácil de ser contada, amigo. Porém, é preciso dar um jeito de criar essa reserva. Porque se não, com imprevistos, você poderá entrar em colapso novamente. Afinal, ninguém sabe quando o carro vai quebrar, por exemplo.

Se você começar a nos acompanhar aqui no blog vai ver que sempre damos dicas sobre onde investir o dinheiro da reserva ou sobre como dar os primeiros passos para alcançar esse objetivo financeiro. A boa notícia é que dá para começar com pouco. E falando em objetivo…

O objetivo

como sair de um colapso financeiro
Foto: (reprodução/internet)

Agora, também é legal de saber que, além de aprende como sair de um colapso financeiro pagando as dívidas, uma boa dica é sobre a criação de metas e objetivos financeiros. Ué, como isso pode ajudar você a sair dessa situação toda? Ajuda sim e muito.

Afinal, se você não tem um ou mais objetivo é muito provável que você não dê o devido valor ao seu dinheiro. Por isso, você vai acabar gastando com coisas que não são assim tão essenciais. Isso está mais do que comprovado, até mesmo psicologicamente.

Ou seja, se você tem como objetivo comprar um carro novo é possível que você pense duas vezes (ou mais) antes de sair por aí comprando um tênis novo em cada promoção que vê. Mas, se você não tem objetivo, então, não tem porque economizar, certo?

De um modo simples, leve em conta que as pessoas dizem que só vão criar novos objetivos quando pagarem as contas ou conseguirem um trabalho com um salário menor. No entanto, isso as afastam da própria realidade de conseguir bons resultados com as finanças.

Por inúmeras vezes, a gente falou aqui no blog sobre a frase de Lewis Caroll, que diz que “qualquer caminho serve”. E para bom entender, essa meia expressão já basta, né.

O planejamento

como sair de um colapso financeiro
Foto: (reprodução/internet)

Chegando no fim da matéria, talvez você tenha notado uma coisa. Mas, talvez não tenha notado nada de diferente. Se não notou, a gente explique. Observe que nós começamos esse guia ao contrário. Ou seja, deixamos o planejamento para o fim. Mas, não foi à toa.

A ideia era a de mostrar exatamente que você vai ter muito mais dificuldade de realizar os próximos passos se não criar esse orçamento. E por que fizemos isso? Porque a grande maioria das pessoas, mesmo quando estão com a corda no pescoço, não se planejam.

Então, definitivamente, você quer saber como sair de um colapso financeiro? Comece pelo planejamento. Inclusive, nele você vai incluir todas as suas dívidas, os gastos essenciais, a reserva e os objetivos. Logo, isso vai incentivar e motivar você a sair do buraco, amigo.

Esse planejamento vai ser importante para tudo, desde a criação de uma reserva, que vai ser o sustento para os momentos mais turbulentos até mesmo a realização de sonhos, que fica lá no tópico dos objetivos. Então, o planejamento é a peça inicial do seu tabuleiro, combinado?

Bônus – fontes adicionais de renda

Esse tópico pode ser que nem seja aconselhável para você. No entanto, a gente tem sim que considerar a realidade de algumas pessoas. Esse grupo é formado por aquelas que vivem sob condições mínimas, com salários realmente baixos. Assim, elas acabam se vendo sem condições de viver só com o essencial porque já fazem isso.

Nesse caso, a dica é outra: procure formas de conseguir rendas adicionais. Então, se você já cortou os lazeres que tinha na vida, se baixou ao máximo a conta de energia, se economiza no mercado e não vê mais forma de cortar gastos, então, talvez valha a pena pensar em ganhar mais. Agora, nem todo trabalho oferece isso.

Por isso, pense que mesmo não sendo saudável por um momento, uma boa ideia é você procurar renda extra, seja na internet ou em outros setores. Afinal, ficar sem dormir por conta das dívidas e ou das recessões também não é nada saudável, não é mesmo?

A dica é que você use exclusivamente esse dinheiro que vem dos bicos para custear o pagamento das dívidas ou a montagem da reserva, necessariamente nessa ordem. Agora, qual é o melhor trabalho para ganhar dinheiro extra? Esse pode ser o seu grande desafio hoje.

A boa notícia é que recentemente a gente fez alguns conteúdos falando disso. A gente separou as duas melhores matérias do tema para você ler agora mesmo: “Aprenda a ganhar dinheiro extra trabalhando de fim de semana” e “4 formas para ganhar dinheiro extra trabalhando de casa”.