Aprenda como saber o free float de uma empresa – a fórmula é simples

ANÚNCIO

Aqui no blog, a gente tem trazido muitas informações sobre alguns papéis listados na bolsa. Até mesmo porque o número de investidores em ações cresceu muito. Porém, muita gente procura informações sobre como saber o free float de uma empresa.

Assim sendo, leve em conta também a importância desse assunto. Afinal, será que saber o free float das ações de uma companhia da bolsa é interessante mesmo ou é só mais um dado para confundir o investidor? Continue lendo e veja que é mais fácil do que parece.

ANÚNCIO

Inclusive, se você não é um investidor tão experiente, considere que conhecer esses termos pode significar muito na hora de escolher uma ou outra ação. Afinal, temos muitas ações listadas. Porém, nem todas são boas para você. Não é mesmo?

O que é o free float

O free float é um termo usado de forma comum no mercado de ações. Ele tem referência às empresas listadas na bolsa de valores. Logo, mede a porcentagem de ações da companhia que estão em livre circulação. Afinal, a tradução de free float é “circulação livre”.

Bom, agora temos a definição. Porém, ainda não sabemos exatamente a importância disso não é mesmo? Então, considere que todas as empresas costumam ter, ao menos, 25% de todas as ações em free float. Obviamente, algumas possuem porcentagens bem maiores.

ANÚNCIO

A outra parte das ações, que não são free float, significa que estão “nas mãos” de acionistas majoritários. Geralmente, eles são os controladores da empresa. Ou também podem ser partes da tesouraria ou de uma classe especial (os preferenciais).

Atualmente, ainda existem algumas companhias que possuem a maior parte na mão dessas pessoas, não abrindo todas as ações para o mercado – porque temem perder o controle da empresa.

Sobre a importância dele, considere que é como um índice que vai importar para quem quer ter mais liberdade para vender ou comprar uma ação. Isso porque quanto mais ações livres a empresa tem, com certeza, mais fácil de fazer essa negociação na bolsa.

Abaixo vamos falar mais do porquê o free float é bem importante hoje em dia.

Como saber o free float de uma empresa

Assim, nós chegamos à pergunta inicial do texto – que está, inclusive, no título. Considere que para calcular o free float de uma empresa, a conta é simples. Você deve dividir a quantidade total de ações em livre circulação pelo total de ações da companhia.

Então, se você busca uma fórmula do free float, anote aí:

  • Free Float = ações livres no mercado / total de ações da empresa

Na prática, a gente tem um exemplo para ilustrar isso. Imagine uma companhia com 10 mil ações na bolsa. Assim, 7 mil delas estão em posse de acionistas controladores. Logo, temos 3 mil que são free float. Usando a fórmula, temos 30% de ações free float.

Ah, mas para quem não sabe, toda empresa listada na bolsa de valores tem que ter essa conta já feita e divulgada. Portanto, se você não quer “quebrar a cabeça”, considere estudar mais sobre as companhias. Além de patrimônio e lucro, elas também divulgam o free float.

Existe um free float ideal?

Essa é uma boa pergunta porque vai depender do perfil de cada investidor. Obviamente, para quem faz o day trade (venda e compra ou compra e venda no mesmo dia de uma mesma ação), saiba que o free float não é tão importante quanto outros fatores.

Porém, para quem pensa no longo prazo, com certeza, o free float faz diferença. Tanto é que quase sempre é citado e lembrado em análises fundamentalistas. Sem contar que conforme o free float estiver alto, menores as chances de o capital da empresa fechar.

Para se ter uma ideia de como isso é na realidade, saiba que a Renner é uma das empresas que tem o maior free float do mercado: 98,66%. A Gafisa também é referência, com 95,45%. Depois, vem a Embraer, com 99,39% de free float.

Ah, lembrando que o mercado exige um mínimo de 25%, como mencionamos acima. Portanto, a variação vai partir daí e pode chegar a perto dos 100%. Outro exemplo é do BB Seguridade, que tem free float de apenas 33%.

A importância do free float nas ações

Vimos como saber o free float de uma empresa. Então, vamos falar um pouco mais sobre a importância disso para a compra ou venda de ações. Considere que a principal coisa é saber que quanto mais ações livres, mais fácil é negociar a ação na bolsa.

Aprenda como saber o free float de uma empresa - a fórmula é simples

Ou seja, isso tem tudo a ver com a liquidez dela. Se você quer uma expressão mais técnica, considere que é a chance de “converter um ativo em dinheiro” mais rapidamente. Quanto mais líquido o ativo, mais fácil a venda ou a compra. Simples assim.

Outro ponto de importância tem a ver com a volatilidade das ações. A gente explica. Todo mundo sabe que na renda variável, o preço da ação pode variar o dia todo, para cima ou para baixo. Isso é “esperado”. Por isso, o nome de renda variável.

No entanto, o que pouca gente sabe é que quanto maior o Free Float, menor sensível uma ação se torna. O motivo? Mais pessoas estão influenciando no valor da ação. É simples: quanto mais gente negociando a ação, mais fácil encontrar os “melhores preços” para ela.

E agora que você descobriu como saber o free float de uma empresa, o que acha disso? É importante para você ou não? Comente abaixo e divulgue o conteúdo se achar que ele é valioso para quem ainda não entendeu o free float.

ANÚNCIO