Conheça 4 dicas domésticas para saber como juntar dinheiro em 6 meses

A cada novo ano que se inicia, a gente cria projetos, planos, objetivos. Entre eles, os financeiros. Porém, nem sempre a gente tem muito tempo para conseguir juntar o valor suficiente. Por isso, uma das dúvidas frequentes é sobre como juntar dinheiro em 6 meses.

Aqui nessa matéria, a gente não vai discutir essa questão do tempo. Aliás, nem mesmo da sua necessidade de conseguir o dinheiro rápido. Porém, a gente vai trazer alternativas para quem quer isso, seja para pagar uma dívida ou empreender, por exemplo.

Curiosamente, é importante saber que as nossas dicas são baseadas em atitudes domésticas que você tem que tomar para conseguir levantar esses recursos. Ou seja, são coisas que todo mundo pode fazer, bastando apenas algumas mudanças de hábitos. E não é dolorido, viu.

As dicas domésticas para juntar dinheiro

A gente não vai se ater aqui a separar cada um dos tópicos por categorias, como alimentação, transporte, contas de casa, etc. De todo modo, a gente vai resumir isso tudo em tópicos maiores, o que pode ajudar você a entender em qual área está gastando mais do que deveria.

1 – As contas de casa

A primeira coisa é justamente considerar as contas de casa. Isso porque muita gente acaba achando que “tomar banho mais rápido” não adianta. Ou que “apagar as luzes enquanto não tem ninguém no cômodo” não fará diferença.

O problema é que faz muita diferença no fim do mês e do semestre. Por isso, essa é uma das dicas para quem busca resposta para a pergunta sobre como juntar dinheiro em 6 meses. De forma resumida, a gente pode pensar em gastos com energia e água, principalmente.

Do lado da energia elétrica, pense no apagar das luzes, no uso de lâmpadas de led e em não deixar aparelhos ligados na tomada se não estiverem em uso. Outra coisa é limpar o filtro do ar-condicionado e dar manutenção nos outros eletrodomésticos também.

Do lado da água, a boa dica está no banho mais rápido e no uso menos frequente da máquina de lavar. Além de evitar ficar lavando o quintal todos os dias.

2 – As contas com alimentação

A próxima das dicas é sobre a alimentação. Geralmente, as famílias acabam tendo esse gasto como prioridade. O que é verdade se a gente considerar que todo ser humano precisa se alimentar para sobreviver. Porém, aqui também dá para fazer escolhas melhores.

Ou seja, quem quer aprender como juntar dinheiro em 6 meses tem que considerar esse tipo de escolha. Vamos ao primeiro exemplo: a lista do supermercado. Ela é super importante para você evitar comprar o que não precisa, até mesmo porque lá vão ter várias promoções.

O que mais pode ser interessante aqui? A pesquisa de preços. Claro que ficar indo em vários supermercados e comprar picado não adianta. Porém, fazer uma pesquisa de preços, quando você for novo no bairro, para saber onde é melhor comprar vale a pena.

Inclusive, considere ainda os gastos com alimentação que ficam mais categoria do “lazer”. Por exemplo, as pizzas aos finais de semana, o churrasco de sábado, a feijoada do domingo, a cerveja com os amigos, entre outros eventos que podem aumentar os seus gastos.

3 – Os gastos com a saúde

Esse ponto talvez seja o mais interessante de todo artigo. Afinal, o gasto com a saúde é uma prioridade? Seria um investimento? Uma necessidade? É preciso ter muito cuidado ao fazer essas análises – até mesmo porque não tem uma resposta única para todo mundo.

Tem que ache que assinatura um convênio médico seja necessidade. Para outros, não é. Assim como tem quem diga que o plano da academia é importante. E há quem diga que não é. O mesmo vale para outros gastos dessa área.

De todo modo, o que a gente pode comentar aqui é que sempre dá para pensar em ideias alternativas ou planos com o melhor custo-benefício. Por isso, novamente lembrando: estude e pesquise sobre a sua situação atual e real.

Aliás, saiba que na hora de comprar remédios, caso isso seja necessário, hoje temos a opção dos genéricos. Eles possuem os mesmos efeitos que os originais e são mais baratos. Pergunte sobre isso ao seu médico.

4 – Os gastos com o carro

As pessoas mais antigas vivem dizendo que o carro é “uma família a parte”. De fato, a gente pode considerar isso uma verdade, se pensarmos no volume que ele ocupa no nosso orçamento financeiro. E isso vem lá do começo do ano, com os impostos.

Além disso, temos o seguro, a manutenção, o combustível. Logo, se há uma boa dica, nesse caso, é sobre estudar a compra do seu veículo. Primeiro, pense em automóveis com bom custo-benefício e que exige menos manutenção.

Mas, além disso, pense também na possibilidade de alugar um carro ou mesmo de se transportar através de Uber ou bicicleta ou metrô e ônibus. De algum modo, você vai ver que tem opções para economizar com o transporte.

Por curiosidade, saiba que ter um carro e não dar a devida manutenção nele pode custar bem mais caro daqui a algum tempo, viu.

Essas dicas realmente ajudam a juntar dinheiro?

como juntar dinheiro em 6 meses

Como já falamos lá em cima, tudo vai depender de como você lida com isso. Com todas as dicas acima, com certeza, você vai ter um orçamento mais reduzido no próximo mês. No entanto, para começar a juntar dinheiro você tem que saber o que fazer com essa economia.

Afinal, não vai adiantar reduzir o orçamento se você usar o dinheiro para gastar com outras coisas, como o aniversário do filho, uma viagem de última hora, etc. De todo modo, você tem as dicas e agora resta saber o que fazer com a economia.

Para quem ficou perdido, saiba que uma boa ideia é pensar em criar objetivos para essa economia e aportar o que foi economizado em investimentos que condizem com tais metas. A gente sempre fala disso aqui no blog.