Saiba como investir em prata na Bolsa e sobre os fundos de investimento em prata no Brasil

ANÚNCIO

Atualmente, se há uma pergunta que não quer calar sobre o ouro é: como investir em prata na Bolsa de Valores. Uai, como assim, sobre ouro ou sobre prata? A verdade é que muita gente tem chamado a prata de “novo ouro”. Inclusive, a XP Investimentos.

Mas, deixando um pouco a opinião dessa corretora de lado (se você quiser saber mais sobre o que ela falou do assunto, leia a matéria no site deles), vamos focar nas formas que existem, atualmente, para se investir em prata.

ANÚNCIO

Por exemplo, como está no título da matéria, uma das maneiras de fazer isso é na Bolsa. E, assim como também está lá, outra forma é através de fundos. Porém, existem ainda outras alternativas para comprar prata para a sua carteira (de investimentos, claro).

Bom, resumindo a ópera toda, nós vamos mencionar aqui, nessa matéria, as formas que se tem para investir em prata. Mas, antes disso, também vamos citar, bem rapidamente, informações sobre esse mercado – que parece estar em alta, não é mesmo?

A prata como ativo seguro

Antes de respondermos como investir em prata na Bolsa ou em fundos, saiba que a prata, assim como o ouro, é tida como um ativo para proteger a carteira. Logo, é uma “reserva de valor” para os momentos de incertezas. Exatamente como aconteceu em 2020.

ANÚNCIO

E quando se fala nesse tipo de reserva, a gente não pode deixar de considerar que a combinação da incerteza econômica do mundo, junto com os juros baixos e o medo da inflação alta fazem com que esse pensamento se torne ainda mais atual.

Resultado: o ouro bateu o recorde histórico no ano. Enquanto isso, a prata está um pouco mais longe do pico, que foi há 9 anos. Por essa visão de “atraso” no pico é que os analistas estão recomendando a compra de prata – visando o potencial de valorização maior que o ouro.

Os motivos para investir na prata

Brevemente, também vamos trazer aqui mais 3 motivos para investir em prata. Ao menos, é o que estão avaliando economistas e especialistas. Obviamente, não vamos explicar os detalhes. De qualquer modo, vale a pena você conhecer tais motivações.

  • Uso industrial – 50% da prata vai para a indústria
  • Escassez – sem novas fontes, haverá o fim das reservas em 2 décadas
  • Extração – o modelo de extração tem associação com outros metais

Por isso, considere que temos aqui, ao menos, 3 motivos para pensar com mais carinho na prata, não é mesmo? Mas, agora, vamos direto ao ponto. Como investir em prata?

As formas para investir em prata

Bem, chegamos até a metade do artigo. Agora, vamos ao que interessa de fato. Além de saber como investir em prata na Bolsa, você vai ver também sobre os fundos, o ativo físico e o COE.

1 – Ativo Físico

Sim, é isso mesmo. Como o ouro, também dá para comprar prata enquanto ativo físico. Ou seja, tem lugares que fazem essa negociação, como bancos e corretoras de metais. As barras possuem 99,9% grau de pureza.

Há ainda que prefira comprar as moedas de prata. De qualquer modo, o risco está em conhecer a reputação do vendedor, pensando também na segurança em se manter esses ativos guardados.

2 – COE

O Certificado de Operações Estruturadas é a outra maneira que se tem para investir em prata. Ele permite um retorno do metal com visão no exterior. Costuma ser uma aplicação mais baixa e que não significa em perdas para o cliente. Ao menos, a XP garante isso.

Se você não conhece, saiba que o COE combina renda fixa com renda variável. Assim, dá para investir em ativos mais arriscados, como a prata, com a garantia de que você não vai perder mais do que a aplicação inicial.

3 – Na Bolsa

Finalmente, vamos falar sobre como investir em prata na Bolsa. Saiba que tudo acontece através de contratos que são negociados na B3. Assim, dá para pensar em comprar prata à vista ou em contratos futuros. Para isso, é preciso ter conta na corretora.

Por outro lado, saiba que o problema está em custos e burocracia, o que pode tornar a negociação mais complicada e menos dinâmica.

4 – Fundos de Investimentos

Para fechar, vamos falar sobre os fundos de investimentos em prata no Brasil. Considere que a valorização do metal levou vários fundos a serem criados com o foco no preço da prata. Afinal, a gente tem o metal como reserva de valor, não é mesmo?

Um dos fundos mais famosos do país é o da Vitreo, chamado de Fundo Vitreo Prata FIM. Ele compra ETFs que investem em contratos de prata no mercado internacional. ETFs são fundos de índices. Geralmente, o foco está em replicar os fundos da Bolsa de Chicago.

No caso da Vitreo, o fundo tem valor inicial de R$ 1 mil e administração de 0,25%.

Vale a pena investir em prata?

Agora que você já conhece as formas que existem para investir em prata aqui no Brasil, considere fazer uma autorreflexão para saber se isso vale a pena para você. Saiba que não há resposta certa para isso.

como investir em prata na Bolsa

Além do mais, os mesmos especialistas que falam nesse investimento citam que não é preciso ter mais do que 10% da carteira nesse ativo. Inclusive, para quem já investe em ouro, dá para pensar na prata como mesmo foco. Por exemplo, 5% em ouro e 5% em prata.

ANÚNCIO