Saiba como funciona o cadastro positivo

O cadastro positivo é um tipo de cadastro que foi criado no mercado financeiro para que as empresas tenham acesso as informações das pessoas. Mas, como funciona o cadastro positivo e quem precisa se cadastrar? A gente criou este conteúdo para responder a essas perguntas!

Além disso, considere que essa é uma forma muito mais completa e justa de dar às empresas as informações dos seus clientes e futuros clientes. Isso porque, diferente do cadastro negativo, ele não mostra apenas as dívidas e sim todo histórico de contas e pagamentos.

Saiba como funciona o cadastro positivo

Veja o que diz o Serasa: “Passam a constar no histórico do CPF os totais financiados, quantidades e valores das parcelas, bem como o comportamento e a pontualidade de pagamento demonstrados pelo consumidor”. Continue lendo para saber tudo!

A nova LEI!

A lei 12.414/2011 foi alterada a partir de 2019. Assim sendo, a inclusão do Cadastro Positivo acontece de forma automática para todo mundo, tanto pessoas físicas como as jurídicas. E isso vale para quem tem empréstimos, financiamentos, compras a prazo ou contas.

ANÚNCIO

E nas contas entram aquelas de água, luz, gás e telefone também. Assim sendo, elas passam a ser avaliadas pelo mercado e essa é uma forma mais justa de criar uma análise de risco de cada pessoa na hora de conceder crédito.

Portanto, basicamente, para entender como funciona o cadastro positivo considere que conforme as pessoas pagam as contas em dia, maiores os pontos delas. E da forma mais justa, o cadastro positivo considera isso mesmo que a pessoa tenha dívidas no seu nome.

Aliás, essa nova lei passou a existir com base em um cadastro bem parecido que já existem em outros 70 países. E funciona muito bem por lá. O consumidor passa, portanto, a ter a sua própria nota de crédito, de forma mais abrangente e com mais fontes.

Serasa lista as tarifas dos bancos digitais – confira mais!

Quem pode acessar a PONTUAÇÃO?

Uma informação importante é que a pontuação de crédito, chamada de score, somente estará disponível ao mercado para uma análise de crédito. Agora, a pessoa pode autorizar uma consulta de dados aberta do histórico todo.

E, assim, tanto o comércio quanto o serviço, os bancos e as financeiras podem acessar o score financeiro de cada pessoa.

Uma dica importante é considerar que os órgãos que permitem a criação do cadastro, como SPC e Serasa, recebem as informações das empresas que querem saber sobre as suas informações.

Aí, esses órgãos vão liberar as informações que tem a ver com pagamentos feitos no comércio, em bancos, nas financeiras e nos prestadores de serviços. Isso vai ser importante para definir as condições comerciais e os preços com base no perfil de cada consumidor.

Dá para CANCELAR o cadastro?

Uma informação importante sobre como funciona o cadastro positivo é saber que dá para revisar as suas informações a qualquer momento que você quiser. Isso é gratuito, assim como o cadastro que é feito.

“Caso encontre alguma informação divergente no seu relatório de informações positivas, saiba que tem como solicitar a revisão”, diz a Serasa.

Agora, sobre o cancelamento, a notícia também é boa. O interessado pode sim sair a qualquer momento desse cadastro, sendo que para isso basta pedir a exclusão. O birô de crédito (como SPC e Serasa) pode receber o seu pedido e vai atender de alguma forma no prazo de 2 dias.

Lembrando que mesmo que você cancele o seu pedido do cadastro positivo, você continua sendo avaliado, mas aí será pelo cadastro negativo. O cadastro negativo, como você sabe, considera apenas as suas dívidas e contas a pagar, o que pode não ser nada bom para você.

O que é preciso para FAZER o cadastro positivo?

As informações que são envaidas para a criação do cadastro são consideradas “necessárias”. Isso porque o cadastro está em cumprimento da lei, portanto, será necessário apresentar dados como nome, CPF e foto.

No caso do Serasa e do SPC, que são órgãos confiáveis, todo processo é visto como seguro. E isso vai levar em conta o histórico de crédito, o histórico de consultas, de adesão e até mesmo de cancelamento.

Para fazer o seu cadastro positivo ou para fazer saber mais sobre ele, considere acessar a plataforma confiável do Serasa. Inicialmente será preciso enviar o seu CPF e a criação de uma senha! Lembrando que o cadastro inicial pode ser feito a partir dos dados do Facebook ou do Google. Saiba mais!

Saiba como funciona o cadastro positivo

Por que o cadastro POSITIVO pode ser bom?

Uma das informações que se pode ter é o fato de que o cadastro positivo tem como um dos objetivos o de criar um novo potencial para a concessão de crédito no nosso país. Isso pode sim beneficiar muitos consumidores.

Afinal de contas, temos hoje mais de 60 milhões de brasileiros. Logo, a ideia é que essas pessoas não sejam vistas apenas pelas dívidas. Outra das ideias é a de diminuir a taxa de juros para os bons pagadores, que mantém suas contas em dívidas, apesar das dívidas.

Isso deve incentivar a inclusão de mais de 22 milhões de pessoas que ainda não possuem acesso ao crédito no país. Isso deve gerar uma injeção de crédito de até R$ 1,1 trilhão, conforme o Serasa Consumidor.

Por último, saiba que o intuito do cadastro não prejudicar o consumidor e nem mesmo as empresas. Logo, a tendência é a de que os financiados honrados não caiam. “O propósito é que as pessoas que sempre pagaram em dia tenham uma análise mais justa”, diz o Serasa.

ANÚNCIO