Você voltou a fazer dívidas? Isto não é brincadeira!

Você voltou a fazer dívidas? Isto não é brincadeira!

 

Olá Pessoal, aqui é Trovó!

Parabéns, saímos da dívida. Viu como é fácil!!!

Não foi fácil?
Como é que foi este ano para você pagar a dívida?
Provavelmente foi um grande perrengue. Teve que tomar Schincariol quente, não teve picanha, não teve nada disso. Só na verdura e legumes…

Faz parte, é um ano de sacrifício, mas saiu, não saiu?
Agora você começa a andar para frente. Parabéns.

Sabe o que porque o Parabéns?
Porque agora você faz parte de um grupo seleto de apenas 7% dos brasileiros chegam até este ponto.

E a partir de agora você não vai mais pagar juros, mas vai começar a receber.

E não se esqueça de compartilhar esse conteúdo com seus amigos, final de contas, você já quitou suas dívidas.

Vamos começar a aumentar seu patrimônio. E agora a regrinha muda porque agora você não tem mais sangria.

O que é sangria?
É quando começa a faltar dinheiro. Você parou de fechar no vermelho, está no azul e começa agora a receber juros. Agora é outro nível.

Precisa ter muito dinheiro para começar receber juros?
Não, já falamos sobre isto no outro vídeo.

Este último ano fui um ano terrível pra você, pois você ficou praticamente no cabresto, não pode fazer nada e passou um monte de vontades.

Agora nós vamos liberar um pouco para você. 90% de tudo que você ganha, você poderá gastar, ou seja, você voltará a ter alguns luxos, porém, 10% vai para investimento.

De novo eu falo, aqui o controle financeiro é importantíssimo para você não voltar a pagar juros. Acabou isso, hein. Agora é só receber juros.

Está liberado o gasto desde que você não feche no vermelho e mantenha 10% para você investir.
Os 70% que era antigamente agora virou 90%. Esses 20% vamos dizer assim, é aquele Plus que você tanto merece. Afinal, você não trabalha para ficar só pagando dívidas. Você trabalha para viver.

Por 20 anos, os pesquisadores Thomas Escalier e William Dangon, estudaram a cabeça das pessoas que chegaram no Primeiro Milhão.

O que eles queriam saber?
Se existe alguma coisa em comum entre essas pessoas ou se elas se motivam por acaso. Como será que foi isso?

Por 20 anos, que não é pouco tempo, estudaram essas pessoas. E o que eles descobriram?

80% das pessoas que chegaram Primeiro Milhão não casaram com pessoas ricas, não ganharam na loteria e nem receberam uma herança, começaram do zero. Então é possível.

80% das pessoas chegaram no Primeiro Milhão saindo das dívidas e praticamente começaram do zero.

Estou falando para vocês aqui, um passo a passo, da forma correta de como tem que ser.

E o que eles perceberam nestas pessoas que conseguiram chegar no Primeiro Milhão?
A forma que as pessoas pensam e agem faz toda diferença do mundo.

Eles dividiram as pessoas em dois grupos:

O grupo 1 de pessoas que agem e pensam como ricos, vocês a partir de agora.

E o grupo 2 pessoas que agem e pensam como pobres.

E agir e pensar como rico não tem nada a ver com ganhar muito dinheiro nem a ganhar pouco dinheiro, já provei pra vocês isso aí.

A pessoa ganha um pouco dinheiro ela consegue tem um pensamento de rico.
Lembra do vídeo sobre o Joãozinho, Zezinho e Pedrinho ?

Quem tinha o menor salário conseguia guardar mais dinheiro, ele pensava como rico.

E tem alguns comportamentos bem bacanas que a partir de agora é interessante que vocês criem o hábito.

A maioria das pessoas que chegaram a um milhão e começaram do zero, não ostentava. Como não?

Por incrível que pareça quem tem mentalidade de pessoa rica, não tem carrão, não tem casona, e não fica impressionando as pessoas que estão ao redor. Elas vivem pra elas, não vivem para os outros, então não ostentam.

Segundo… Odeiam programas sensacionalistas.

Não souberam explicar porque, mas de alguma forma quando você assiste esse tipo de programa o seu cérebro cria uma trava.

Você perde poder de raciocínio, isto não é legal, isso não estimula o cérebro a criar um caminho para riqueza, pois você começa a se preocupar muito com a sociedade, muito com o que os outros pensam e aí você fica travado.

Outro ponto importante…

As pessoas que conseguiram sair do zero ao Primeiro Milhão, tinham uma outra atitude muito nobre que, inclusive, quero que vocês façam parte, que é compartilhar conhecimento.

Sabe o que você vai fazer agora?
A primeira coisa será compartilhar esse vídeo. Compartilhar o conhecimento é super importante.

E o pessoal do grupo 2 que agem e pensam como pobres, o que acontece?
Eles vivem em função dos outros, por isso acabam se endividado. Se preocupam demais com o que os outros pensam, se preocupam demais com a roupa que vestem, se preocupam demais com o carro que andam e isso é terrível.

Adoram um sensacionalismo, adoram uma fofoquinha, adoram criticar os outros. Falta de mentalidade. E tudo o que aprendem, guardam pra si. Isso é terrível é um pensamento muito mesquinho. Parem de agir assim, tá?

Agora você faz parte dos 7%. A partir de agora, tudo o que você ganha, 10% vai investir.

Vai investir onde, Trovó? Vou investir na poupança? Será que é na poupança?

No próximo vídeo eu vou explicar para vocês o que fazer com os 10%.

Se você ainda não se inscreveu, clique no link abaixo e se inscreva no curso Risco Zero nos Investimentos. Cadastre seu e-mail e junte-se ao time Trovó Academy.

Te vejo no próximo vídeo e no curso.
E agora o bicho vai pegar, é hora de receber juros.

Um abraço!

Está com a corda no pescoço? Respire, não se desespere e saia da dívida!

Está com a corda no pescoço? Respire, não se desespere e saia da dívida!

 

Olá pessoal, aqui é o Trovó!

Enfim chegou o grande dia, o dia que todo mundo quer saber, sobre a aula que mais de 40 milhões de brasileiros estão nesta situação. Este seria um exemplo prático de como sair de uma dívida.

E antes de continuar, curta este artigo, se inscreva em nosso canal do Youtube e compartilhe com seu amigo, porque se ele estiver endividado, dificilmente ele irá lhe falar. Então compartilhe, que você poderá ajudá-lo.

Se você está entrando pela primeira vez no nosso canal, tem um link aqui para lhe direcionar ao primeiro vídeo desta sequencia.

Muito bem gente… Temos uma situação que se enquadra em mais de 70% da nossa população.

Um salário de R$2.800,00 com um aluguel de R$800,00; gastos gerais por volta de R$2.200,00 e uma dívida acumulada de R$5.200,00. O juros pagos ao mês é por volta de 6% ou 70% ao ano. Se ficar do jeito que está e não fizer nada, em um ano, você dobra a sua dívida.

Além de dobrar a dívida, vai bater o desespero, vai afetar o seu relacionamento e tende a aumentar algum tipo de vício.

Hoje a maioria da população recebe um salário, como eu disse pra vocês num vídeo e artigo anterior. Na faixa entre R$2.800,00 a R$8.000,00 mais de 50% da população recebe isso.

O problema não é receber. O problema é não deixar ficar nessa situação de dívida. Aqui existe um deficit. Lembra da regrinha da pessoa que está caminhando para riqueza ou para pobreza?

Se está caminhando para a pobreza, então está faltando dinheiro. Essas pessoas pagam um juros absurdo, por isso que a dívida dobra em um ano. Como é que eu saio desta situação?

O primeiro passo é não se desesperar.

O Segundo é aplicar a Regrinha de Ouro: Qual é a regrinha de Ouro, mesmo?

70% vai para os gastos mensais, 20% vai pagar a dívida e 10% para investimento.

“Poxa Trovó, como é que eu vou investir se eu estou endividado?”
A disciplina começa aqui e vou provar para vocês, que mesmo estando endividado, você consegue investir, e em um ano, pagar a dívida e ainda sobrar dinheiro.

Vamos lá então… Agora vou mostrar como deveria ser aplicado a regrinha do 70% 20% 10%.

O salário dele não tem como melhorar e dificilmente, isso depende dele. Se o contrato de aluguel estiver para expirar, é melhor procurar um aluguel um pouco mais barato, se não estiver para expirar… “Nossa Trovó vai vencer somente daqui um ano…”
Tudo bem, não tem problema mantenha o aluguel.

Onde está o problema desta pessoa aqui?
Nos gastos gerais ela está gastando demais.
Pela regra dos 70%, considerando inclusive o aluguel, o máximo que ela poderia gastar é R$1.960,00. Como já gastou R$800,00 de aluguel, sobra R$1.160,00.

Como é que você reduz de R$2.200,00 para R$1.160,00?
O primeiro ponto é ter controle, você deve controlar, você deve saber o que você gasta.

Primeiros cortes. Tem como reduzir o aluguel? Sim? Não?
Você não precisa morar de baixo da ponte para pagar suas dívidas.

Que gastos você vai cortar?
Almoço e Jantar no final de semana, cinema.. E isso por um ano. É um sacrifício, mas não é pra vida toda. Um ano só.

Vou te provar que se você não fizer isso, a sua dívida vai dobrar, vai para mais de R$10.000,00, e ainda você vai se desesperar.

O que você deve cortar?
Vai cortar a internet, TV A cabo, comer fora, academia (começa a caminhar, faz apoio de solo em casa mesmo). Vá cortando até chegar ao valor de R$1.160,00.

Basicamente o que você vai pagar com este valor, será plano de saúde, alimentação E combustível. Não vai fugir muito disso. Você precisa fazer a conta fechar. Não tem outro jeito, você precisa gastar R$1.160,00 ou reduzir o aluguel.

É possível? Sim, já cansei de ver pessoas neste exemplo de dívidas e rapidamente conseguiam adotar este planejamento, basta virar a chave para este conceito.

Então, seus gastos vão cair para R$1.160,00, somando o aluguel, vai dar os R$1.960,00.
Agora que vem a sacada…

Você vai reservar 20% do que você ganha para pagar dívida que seria R$560,00. O que acontece, via de regra?
As pessoas quando estão nesta situação de dívidas, tem várias dívidas.

O que é preciso fazer?
Você terá que negociar as dívidas, de preferencia consolidar a dívidas.

O que é consolidar?
Você vai pegar todas as dívidas e colocar em uma só. Basicamente você vai descobrir qual das suas dívidas cobra o maior juros e vai tentar consolidar.

Como você vai fazer isto?
Você conversará com todas instituições, fará um novo empréstimo e quitará as outras dividas.

Quando você fizer um empréstimo e fizer essa negociação quando for consolidar a dívida, você vai se surpreender, pois estará mostrando para instituição financeira que você está super endividado, mas que está disposto a pagar.

E você deixa claro que poderá pagar por mês R$560,00. Que você estará se comprometendo em quitar a dívida. A sua dívida que era R$5.200,00 deixará de existir em seu planejamento. Você fará um novo empréstimo e quitará o que devia com aquela instituição e consolidará tudo. A partir de agora você vai pagar uma parcela, pois você ainda não tem habilidade de fazer controle financeiro.

“Qual é a vantagem, Trovó, de trocar uma dívida por outra?”

Várias vantagens: A primeira, você vai ter somente uma prestação para pagar.

A segunda… Na dívida anterior você paga 70% ao ano, depois da dívida consolidada você vai pagar 34% ao ano. Então o que acontece você pagando R$560,00 por mês em 12 meses mesmo você pagando R$7.000,00? Então aumentou em R$2000,00 sua dívida? Você pagou juros?

Pagou! Ninguém vai lhe emprestar dinheiro de graça.

Mas você está pagando uma parcela que cabe no seu bolso, e a partir daqui parou a sangria, você parou de fechar o mês no vermelho. Em exatos 12 meses, mesmo você pagando R$7000,00 de dívidas, você conseguiu quitar sua dívida. Consolidando sua dívida e fazendo a regrinha do 70% 20% e 10% .

Sem o planejamento você dobra a dívida, agora com o mesmo salário e o mesmo valor do aluguel.

E com a Regrinha apenas controlando, você vai quitar a dívida no ano. E detalhe…

“Trovó, estou endividado posso investir?”

Claro que pode. 10% do que você ganha foi para investimento, ou seja, R$280,00 do seu salário mesmo você estando endividado. Você investe e recebe aqui na média 10% ao ano.

Se você multiplicar 12 vezes os R$280,00 vai dar por volta de R$3.000,00 e alguma coisa 10% ao ano de juros. Praticamente conseguiu aumentar R$3.700,00.

Depois de um ano, você pagou a dívida e ainda tem R$3700,00 no caixa. E o que vai acontecer a partir do segundo ano? Você não terá que pagar os R$580,00 pois a dívida já estará paga.

E você pode literalmente transferir para investimento o valor que pagava na dívida e começar a investir . Com tudo isso, você criou disciplina financeira.

O que é a dica de hoje?
Mesmo ganhando R$2.800,00 você consegue quitar a dívida em um ano e ainda guardar dinheiro. E a partir do segundo ano com a disciplina que você conseguiu, vai começar a investir muito mais, e começar a parar de pagar juros e começar a receber juros.

Então. não se desespere.

Gostou do conteúdo?

Se você ainda não se inscreveu em nosso curso “Como Investir com Risco Zero”, clique aqui no link e cadastre seu e-mail e faça parte do nosso curso.

Compartilhe este post, isto é importante!

Acabou a desculpa? A partir de agora você vai entrar no grupo da Riqueza.

Um abraço.

Pare de Choramigar e Preste Atenção nas Dicas!

Pare de Choramigar e Preste Atenção nas Dicas!

 

Olá pessoal!

Está todo mundo pirando o cabeção com a quantidade de informações que nós vimos essa semana e agora já começa a ambição falar mais forte.

“Trovó, passa os macetes para eu conseguir um milhão, passa as dicas para chegar a um milhão.”
Só se eu for no milharal pegar um milho para você.

Pensa o seguinte… Para você chegar no seu primeiro milhão é uma corrida de 100 metros. Nesse momento aqui você está aprendendo a engatinhar, você é um bebê chorão e o máximo que você faz agora é borrar a fralda.

Passo a passo. Primeiro aprenda a parar de choramingar. Comece a engatinhar, comece a andar, gradualmente, até daqui a pouquinho, já participou de uma olimpíada e alcançou o seu Primeiro Milhão.

O que nos vimos esta semana?
A Fórmula da Riqueza e a Fórmula da Pobreza, matematicamente muito parecidas.

Qual é a diferença, para você enriquecer?
O dinheiro que você ganha deve ser maior que o dinheiro que você gasta e essa sobra, você ganha juros.

A Fórmula da Pobreza é o dinheiro que você gasta é maior que o dinheiro que você ganha e o que falta de dinheiro, você pede emprestado e paga juros.

Na Fórmula da Riqueza você recebe juros e na Fórmula da Pobreza você paga juros.

Nós vimos também como fazer para sair da dívida. Mais de 50 milhões de brasileiros hoje, estão com dívidas altas. Primeira coisa para resolver, baixa a bola, parar de ostentar, ser humilde e seguir a Regra dos 70% 20% 10%.

70% do seu salário você irá utilizar para gastos gerais, 20% para quitar as dívidas e 10% você vai investir em você. Sim, você vai investir mesmo estando com dívida. Se ainda tiver dúvidas volta no vídeo da Regra 70% 20% 10%.

Provei para vocês, que não é preciso ganhar muito para entrar na Fórmula da Riqueza. Lembra do exemplo Zezinho, do Pedrinho, do Joãozinho?

A pessoa que ganhava menos é que tinha maior renda acumulada no ano.

Para de dar essa desculpa, de ficar achando que quem ganha muito consegue guardar mais, não é esse o seu problema.

Nós vimos a Regra Diamante. É quando você saiu da dívida e a partir daqui você pode começar a se dar o luxo de sair aos finais de semana, ir ao cinema, começar a gastar mais. Você poderá gastar até 90% de tudo que você ganha. Desde que os 10% você invista e não feche o mês no vermelho.

A partir da da Fórmula da Riqueza você já parou de pagar juros.

Literalmente, demos um pé na bunda dá Poupança. Eu já provei que vocês estão perdendo para inflação, que estão perdendo poder aquisitivo, que vocês não recebem juros e estão alimentando o sistema.

O mais importante foi o último vídeo em você saiu da Fórmula da Pobreza, pois pegava dinheiro emprestado do banco, e chegou até a Fórmula da Riqueza, quando você empresta dinheiro para o banco mesmo tendo capital super baixo.

No próximo vídeo, vou dar um exemplo detalhado de como você faz isso. Como você empresta dinheiro para o banco, recebe juros, mesmo tendo um capital baixo.

Curta este conteúdo, compartilhe, deixe o seu comentário e se inscreva no nosso curso gratuito Como Investir com Risco Zero.

Um abraço!

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario… É a hora de receber juros!

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario... É a hora de receber juros!

Olá Pessoal, aqui é o Trovó!

Você já deve estar se perguntando o que o Bob Esponja está fazendo aqui.

Esse cara é um exemplo. E sabe porque ele é um exemplo?
Porque ele é uma esponja. Vocês já viram um esponja no mar, de verdade?
Ela não faz nada, nem se mexe. Mas o Bob Esponja por ser uma esponja, ele pode tudo.

Ele pode cantar, ele pode andar, pode pensar, sacanear os outros, brincar, gargalhar, pode fazer sucesso. O Bob Esponja é um exemplo e, se ele pode tudo, você também pode.

E hoje chegamos agora no tão almejado… O que fazer com os 10% do salário?

Porque agora você não tem mais dívidas e está sobrando dinheiro, certo?
Agora você quer começar a receber juros.

Ah, compartilhe este conteúdo com as pessoas que você gosta.

Muito bem… Ontem eu recebi um e-mail super legal de uma pessoa que estava inscrita no nosso canal, falando o seguinte:

“Trovó, está top demais. Estou conseguindo e já tenho mais ou menos R$3.000,00 na Poupança e estou começando a receber juros. Isso não é legal?”

Pela amor de Deus, nãããããão, poupança, não!

Você acha que está recebendo juros na poupança?
Vou mostrar para vocês que não!

Hoje, mais de 100 milhões de brasileiros tem dinheiro guardado na poupança. É muita gente!
Se somar este valor, dá mais ou menos, 650 bilhões de reais na poupança.

E porque que as pessoas investem na poupança?
Por falta de conhecimento e porque não estão assistindo este vídeo aqui ou acompanhando este conteúdo. Também porque não tiveram Educação Financeira quando eram crianças.

A partir de agora não tem mais desculpa, por isso recomendo que você compartilhe este conteúdo.

A regra da poupança mudou desde 2012. Qual que é a regra de rendimento da poupança hoje?
O rendimento da poupança está atrelado a uma taxa chamada SELIC.

O que é taxa SELIC?
SELIC é menor taxa de juros que pode ser cobrada pelo mercado. Essa taxa é medida anualmente e hoje está por volta de 13.8% ao ano.

O que a taxa SELIC tem a ver com a poupança?
Segundo a nova regra, toda vez que a taxa SELIC tiver igual ou maior a 8,5%, que é o que está acontecendo agora, a poupança vai render 70% da taxa SELIC.

Como está acima de 8,5% a poupança vai render 70%, e isso é alguma coisa próxima a 9,6% ao ano. Isso é o que vai render a poupança.

O problema é que temos um outro fator aqui chamado inflação, que hoje está por volta de 10,6% ao ano.

A inflação é 10.6% e a poupança paga 9.6%…

Presta atenção porque Isso é importante.

Você está perdendo 1% ao ano do seu patrimônio, do seu poder aquisitivo e está perdendo dinheiro na poupança.

Para você entrar no caminho da riqueza, você tem que receber juros. Aqui você não estará recebendo juros, você estará perdendo 1% e aqui o juros acumulados é -1%, está descapitalizando.

Pensa comigo agora…
650 bilhões de reais na poupança. Se no ano perde 1% de 650 bilhões. São quase sete bilhões que vão para o ralo todos os anos. Você fica cobrando políticos, não fica? Que politico não nada e está desviando verba? Que está torrando o dinheiro e não investe em educação, transporte, segurança, não investe em nada.

Isso é culpa dele e você está fazendo sua parte?
Você está contribuído com essa desvalorização da poupança. Se hoje tem 650 bilhões na poupança, você também é culpado.

Essa perda de rentabilidade de -1% é um desastre para a economia. A partir de agora não basta você passar regrinha dos 10% do salário, você tem que investir de forma consciente.

Poupança você não aumenta patrimônio, você perde poder aquisitivo. A partir de agora, poupança é carta fora do baralho.

No próximo vídeo eu vou mostrar pra vocês uma outra tentativa em relação à poupança que é tão segura quanto, e você ainda recebe juros.

Eu te espero em nosso curso. Clique no link e se inscreva gratuitamente. Venha aprender a investir de forma segura e sem risco.

Compartilha esse vídeo, se inscreva no nosso canal. Te espero no próximo vídeo.
Ah… E seja como o Bob Esponja, determinado.

Um abraço!

Se o seu banco falir? Tá tranquilo, tá favorável?

Se o seu banco falir? Tá tranquilo, tá favorável?

 

Olá pessoal, aqui é o Trovó!

Hoje o assunto é interessantíssimo.

“Trovó , o que acontece se o banco falir e eu tiver dinheiro na poupança?”
Se você tiver na poupança, merece umas palmadas. Você não deveria ter mais dinheiro investido na poupança.

A regra é a seguinte… Existe um órgão que se chama FGC – Fundo Garantidor de Crédito, é como se ele fosse um seguro.

Pensem comigo… Se você tivesse um milhão de reais na poupança e se por ventura este banco falir, você recebe somente R$250.000,00 por CPF, por Instituição Financeira.

“Como assim Trovó, é muito difícil um banco top falir?”
Será que é difícil? Em 2008 o Lehman Brothers, um banco três vezes maior que o Bradesco quebrou, um banco gigante. Então acredite, um banco pode quebrar e você não vai quebrar junto porque agora você faz parte dos 7% de pessoas que estão caminhando rumo a riqueza.

Você não pode contar com esta garantia de R$250.000,00 do FGC.
Então, se você tiver um milhão de reais na poupança qual deveria ser a regra?
Dividir em quatro fatias de R$250.000,00, uma para cada banco.

Eu já provei para vocês que poupança não foi feita para ganhar dinheiro, ela foi feita para você manter o seu poder aquisitivo.

O problema é que hoje em dia a poupança está perdendo para a inflação, então você está perdendo dinheiro. Por isso que a Poupança é carta fora do baralho desde quando mudou a nova regra em 2012.

Hoje como eu falei para vocês, mais de 100 milhões de pessoas investem na poupança.
Por que vocês acham que elas investem na Poupança?

São três motivos principais:

Medo
Falta de conhecimento
Falta de tempo para acompanhar investimento

As pessoas acham que a Poupança é segura, mas não é! Você tem uma garantia de R$250.000,00 caso seu banco quebrar. Não faz nenhum sentido deixar seu dinheiro na poupança, perder 1% ao ano e ainda correr o risco do banco quebrar. Então vamos virar a chave agora para você parar de perder juros e começar a receber juros.

“Existe alguma forma, Trovó para eu conseguir receber juros de forma segura?”
Tem… Você emprestar o seu dinheiro para um banco. Já imaginou que coisa linda, isso?

Sim é possível. Você parou de pagar juros, saiu da dívida, parou de pagar juros absurdos e agora você vai inverter o papel e vai emprestar dinheiro para o banco.

Porque você faz isso?
O banco precisa emprestar dinheiro. Como é que o banco ganha dinheiro com juros?
É mais ou menos assim… Eu sou uma pessoa que está endividada e pego dinheiro do banco emprestado a 6% ao mês. Este dinheiro que o banco empresta pertence a quem?

É o dinheiro que eu empresto ao banco. Em troca disso, ele me paga 1%.
De 6% que eu paguei ao banco, 1% ele repassa para outra pessoa que “autorizou o banco” a emprestar o dinheiro.

E isso se chama Renda Fixa. A grande vantagem da Renda Fixa é que se você emprestar seu dinheiro ao banco e o banco quebrar, o FGC dá a mesma garantia que a poupança. Isso é fantástico porque você terá a mesma segurança da Poupança, só que o juros que você recebe é muito maior.

Vamos a um exemplo: A Poupança paga 9,6%, um CDB (que é uma Renda Fixa) paga por volta de 14% ao ano, e nele tem imposto de renda. Vamos considerar que isso vai cair para 12,5%. Então seria 9,6% a Poupança, e 12,5% seria o CDB líquido. Nós temos a inflação de 10,5% ao ano. E com a mesma segurança do FGC, na Poupança ,você está perdendo 1% ao ano, e no CDB você está ganhando quase 3% ao ano. Apenas tirando da Poupança e autorizando o banco a emprestar o seu dinheiro em troca de juros.

Você tem a mesma segurança da Poupança, e você vai receber juros ao invés de pagar. Você estará aumentando seu patrimônio. E porque você não investe?

Simples… Porque o banco precisa que você pague um juros abusivo para ele sobreviver, só que em contrapartida não tiver pessoas que autorizem o banco a emprestar o dinheiro, você se prejudica. Quem que você acha que tem este conhecimento?
Só quem tem muito dinheiro.

A grande sacada é que você não precisa ter muito dinheiro para emprestar para o banco. E e quanto de dinheiro você precisa ter para emprestar ao banco?
Isto é assunto para o próximo artigo e o próximo vídeo.

Curta este conteúdo, compartilhe, deixe seu comentário e se inscreva em nosso curso gratuito Como Investir com Risco Zero.

Um abraço.