Sebrae ensina como fazer o capital de giro de um bar

ANÚNCIO

O Sebrae é uma instituição educacional que está há muito tempo no Brasil. A ideia dela é auxiliar os micro e pequenos empresários em seus negócios. Inclusive, o Sebrae tem um estudo que é sobre como montar um bar. E nele cita como fazer o capital de giro de um bar.

Isso é muito importante de ser estudado tanto por quem vai abrir um empreendimento como esse e também por quem já tem um e está com problemas financeiros. Aliás, o bar é um tipo de negócio que tem sido a opção de escolha de muitos brasileiros atualmente.

ANÚNCIO

O motivo é muito simples. Hoje em dia, o bar é um verdadeiro socializador de pessoas. Assim sendo, ele integra as pessoas e se torna referência por alguns diferenciais, que podem ser a partir dos alimentos, das bebidas, do atendimento, dos preços, etc.

A cada ano, esse setor de bares gera cerca de 450 mil novas vagas de trabalho. Aliás, essa informação é oficial e vem da Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes. Mas, como fazer o capital de giro? Vamos ao que interessa.

Os custos de um bar

Antes de falarmos sobre como fazer o capital de giro de um bar, vamos falar dos custos desse empreendimento. Até mesmo porque isso vai fazer sentido para quando você for montar o seu capital de giro.

ANÚNCIO

Bom, os custos desse tipo de negócio partem desde os serviços que são contratados e os produtos que são comprados como matéria-prima e insumos. Com isso, a dica do Sebrae é separar os custos fixos daqueles que são variáveis.

Do lado dos custos variáveis, nós temos os materiais, propaganda, etc. Basicamente, eles são aqueles que podem variar de forma direta com a quantidade que é produzida ou vendida.

Por outro lado, nós temos também os custos fixos, que são aqueles que permanecem constantes, mesmo com a diminuição ou aumento da quantidade produzida ou vendida. Então, temos salários, encargos.

Aliás, tem ainda os custos chamados de ativos. Por sua vez, eles são aqueles com máquinas, equipamentos, móveis, administração, etc.

EXEMPLO

Sebrae ensina como fazer o capital de giro de um bar

Com base nessas dicas, o Sebrae também trouxe o assunto para a realidade e informou valores reais de um bar. É claro que esses números podem mudar muito, já que depende de diversos fatores. De qualquer modo, é uma forma de ter uma base.

Os custos de materiais somam R$ 12 mil. Com impostos, gasta-se nada menos do que R$ 4 mil. Já o custo com vendas é de R$ 450, que no caso é de propaganda.

Do lado dos custos fixos, temos salários totais de R$ 9 mil. Com máquinas temos R$ 7 mil, mais R$ 3 mil de informática e outros R$ 14 mil de móveis ou utensílios.

Na parte de administração, o Sebrae fala em R$ 2,5 mil com aluguel do imóvel, mais R$ 800 de despesas (água, luz, telefone e internet) e R$ 500 com materiais de limpeza e higiene. Já uma assessoria contábil vai custar em torno de R$ 700.

Mas, e o tal do capital de giro?

E já que o assunto é falar sobre o capital de giro de um bar, vamos lá. Basicamente, você deve saber o que é isso. Mas, vamos considerar uma tradução simples para falarmos a mesma língua. Esse capital é o montante de dinheiro que a empresa precisa mensalmente.

Ela precisa disso para manter o seu ciclo de caixa. E o Sebrae tem uma estimativa que é de R$ 13 para que um bar precisa ter para o negócio funcionar. A explicação do valor é para o fato de que isso representa até 30% do valor de investimento por operação.

Inclusive, outra dica do Sebrae é considerar o prazo. Assim, quanto maior for o prazo dado aos clientes ou de estocagem de produtos, maior será a necessidade de ter um alto capital de giro também. Essa é uma das principais dicas para montar um bar.

Descubra 7 ideias de pequenos negócios para ganhar dinheiro

Aí, para fazer o seu capital você ainda deve considerar o seu controle de orçamentos. “O ideal é preservar os recursos próprios de capital de giro e deixar os financiamentos para as máquinas e para os novos equipamentos”.

Como saber mais sobre como montar um bar?

A verdade é que tudo o que foi dito aqui está escrito em um material de divulgação do Sebrae. Ele é uma espécie de um curso rápido sobre como montar um bar. Assim, como uma das aulas temos os custos e o capital de giro.

No entanto, você pode ver também outros temas. Por exemplo, o mercado, a localização, as exigências legais, a estrutura, o pessoal, os equipamentos, as matérias-primas, a automação, os canais de distribuição de venda e assim por diante.

Ao todo, são 24 tópicos que podem ser estudos sem custo algum. Se você está interessado, basta acessar o site do Sebrae e começar a estudar agora mesmo.

Mas, lembre-se que esse estudo é uma prévia do seu plano de negócios. E ele não será substituído. Assim sendo, você precisa ter esse projeto em mãos muito bem escrito. Já que esse é o primeiro passo para que o seu projeto saia do papel e se transforme em um empreendimento lucrativo e rentável.

ANÚNCIO