Veja quais os bancos que compraram corretoras de investimentos [Itaú, Santander, Nubank, etc]

ANÚNCIO

Você já notou quais são os bancos que compraram corretoras de investimentos nos últimos anos? O quê, você ainda não havia notado isso? Então, saiba que a lista de bancos que fizeram isso é bem extensa: Itaú, Santander, Bradesco, Nubank, Neon e até o Credit Suisse.

No entanto, esse texto não é para explicar os motivos dessas transações. Nem mesmo falar sobre o que pode melhorar e o que pode piorar para os investidores. O nosso objetivo aqui é sermos o mais informativo possível, está bem? Então, só vamos relembrar as notícias.

ANÚNCIO

E é claro que podemos fazer algumas análises. Mas, todas breves. E seguindo o que os executivos e responsáveis disseram na época da divulgação do negócio, ok? De qualquer modo, no fim da matéria você pode deixar o seu comentário, combinado?

O Itaú comprou a XP Investimentos

No próprio site do banco Itaú a gente encontra um documento online, em formato de PDPF, chamado de “Aquisição de Participação Minoritária na XP Investimentos”. Lá tem todas as informações da negociação e sobre a XP.

Por exemplo, indica que em 2016 ela comprou a corretora Rico. Abaixo, a gente pode notar a estrutura da operação, que mostra quanto foi adquirido pelo Itaú. Aliás, é interessante notar que há um “projeto” que visa comprar até 74,9% de toda a corretora. Isso até 2022.

ANÚNCIO

A gente pegou a imagem para você ver (abaixo). Hoje, o Itaú tem 49,9% da corretora.

 

O Santander comprou a Toro Investimentos

Essa notícia do Santander, que também é uma ótima citação para falar dos bancos que compraram corretoras de investimentos, é muito recente: de setembro. A transação ainda tem que ser aprovada pelas autoridades.

Também é importante saber que ao mesmo tempo, o Santander adquiriu a plataforma Pi. Assim, a ideia é ter uma nova plataforma de investimentos completa: para renda fixa e para renda variável.

Curiosamente, o acordo para a compra da Toro é de 60% de todas as ações da corretora. E isso vai dar controle sobre ac companhia. A divulgação foi feita em vários sites de notícia, como no G1.

O Bradesco comprou a Ágora

Essa é a notícia mais antiga de todas. Isso porque a compra foi feita em 2008. No entanto, o assunto voltou à tona agora porque o Bradesco incorporou os clientes individuais da Bradesco Corretora na Ágora.

E a “novidade” foi tão gritante que o banco acabou comentando também que tem um projeto para a corretora Ágora. Eles querem tornar a corretora independente para que no próximo ano lance um IPO na bolsa de valores. Isso deve fazer os ativos aumentarem R$ 200 bilhões.

A notícia toda pode ser lida em sites online, também, como no Valor Investe.

O Nubank comprou a Easynvest

Agora temos o próximo fato sobre a questão dos bancos que compraram corretoras de investimentos. Inclusive, esse chamou bastante a atenção. Primeiro, porque é recente. Depois, porque cita o maior banco digital do mundo, o Nubank.

Ele comprou a Easynvest, que é a maior corretora independente de investimento digital. Atualmente, ela tinha 1,5 milhão de clientes e R$ 23 bilhões sob custódia. O próprio Nubank comentou sobre isso no seu blog.

“Por isso, ainda existe a percepção de que investimento é algo para poucos – quando, na verdade, aprender a investir dentro de suas condições pode ajudar milhões de pessoas a atingirem um futuro financeiro”.

O Neon Pagamentos comprou a Magliano Invest

Essa matéria também é recente, de julho desse ano. E a chamada ficou assim na maioria dos jornais: “A Neon Pagamentos compra a Magliano Invest, a corretora mais antiga do mercado”.

Conforme Magliano Neto, a corretora já estava “a venda” desde 2018. Tanto é que os clientes pessoas físicas da corretora passaram a ser atendidos pela Guide Investimentos nesse mesmo ano. Os valores não foram divulgados. No entanto, o E-investidor fala em R$ 3 milhões.

Alguns comentários dos responsáveis foram mencionados no e-Investidor, que é do Estadão. Por exemplo, do próprio Magliano. “Vendemos a nossa parte de pessoa física e institucional para a Guide. De lá para cá, estávamos falando com interessados. E a Neon tinha a tecnologia”.

O Credit Suisse comprou a Modalmais

A última notícia também é desse ano, 2020. O banco Credit Suisse acertou uma compra de 35% da corretora Modalmais. Essa é uma corretora que veio do banco Modal em 2015 e tinha 970 mil clientes com R$ 10 bilhões de ativos em custódia.

A Forbes foi uma das revistas que mencionou a negociação. Inclusive, ela menciona a fala de Philipp Wehle, que é o presidente-executivo da Credit Suisse. “O anúncio reforça o compromisso com os clientes brasileiros e a ambição pelo mercado”.

E agora, o que vem por aí?

Agora que você conheceu as principais aquisições sobre bancos que compraram corretoras de investimentos aqui no Brasil, diga o que você pensa sobre isso? Independente da sua posição e opinião, no mínimo, a gente deverá ter uma forte concorrência entre todos.

bancos que compraram corretoras de investimentos

E isso é bom para o investidor, que vai poder cobrar mais pelos serviços e produtos. Não acha? Por outro lado, há quem critica. Como no caso da XP, que era uma corretora totalmente independente e agora passará a ser do Itaú. Será que a corretora vai perder clientes?

Leia também – Íon é o novo aplicativo de investimentos do Itaú: conheça-o e saiba como baixar

Ainda é cedo para ter qualquer resposta sobre isso. De qualquer modo, é um movimento que aconteceu bastante rápido por aqui – afinal, a maioria das compras foram feitas esse ano.

ANÚNCIO