Veja porque considerar essas 3 coisas para alcançar a independência financeira

ANÚNCIO

A nossa ideia, com a criação deste conteúdo, é que você consiga encontrar formas de alcançar a independência financeira. Porque sabemos que esse sonho que antes era impossível, hoje em dia já é uma realidade para muita gente. E se você também acredita que pode chegar lá, continue lendo.

E, antes de qualquer coisa, já vamos anunciar aqui o que levamos em conta sobre essa independência financeira. Ela, nada mais é do que você ter rendas passivas, que transformem o seu dinheiro em juros. Assim, você vai ganhar dinheiro apenas com o que tem investido.

ANÚNCIO

Veja porque considerar essas 3 coisas para alcançar a independência financeira

Isso é bem simples de entender, não é? Vamos supor que você tenha muito dinheiro na conta. Daí, você faz investimentos com ele. E começa a receber juros. E os juros que você recebe são tão bons, que você tem neles uma fonte de renda que torna possível sobreviver sem trabalhar.

Isso é independência financeira. Agora, como é que a gente faz para a alcançar a independência financeira? Essa é a grande questão que vamos trazer aqui neste conteúdo.

ANÚNCIO

As 3 principais fontes de rendas passivas

Para começar, vamos falar sobre quais são as 3 principais rendas passivas que as pessoas ricas têm hoje em dia. Isto é, quais os investimentos que fazem com que elas se tornem independentes financeiramente e nem precisem mais trabalhar.

1 – os ativos imobiliários

Nós podemos falar, primeiramente, de ativos imobiliários.

O que quer dizer que para alcançar a independência financeira, uma alternativa é viver recebendo aluguéis.

Essa forma era a mais usada nos dias antigos. Tanto é que se tornou comum até hoje, mesmo que já não faça tanto sentido.

Então, ter várias casas alugadas era uma forma de ganhar dinheiro porque o dono das casas recebia os aluguéis todos os meses, né.

Hoje em dia, isso já não é tão inteligente assim porque ter uma casa envolve gastos. E, com a crise, nem todas as casas são fáceis de serem alugadas, né. Daí, os gastos se tornam maiores do que o lucro em grande parte das vezes.

Mas, ainda assim, vamos considerar essa uma opção.

2 – os direitos autorais

Agora, nós podemos falar também dos direitos autorais.

Essa também é uma forma de se tornar independente financeiramente e receber dinheiro na conta todos os meses.

Geralmente, o que acontece é que as pessoas vendem cursos livros e outras coisas que também permitem que você possa receber uma grana na sua conta.

Se você tiver muito sucesso mesmo, vai poder ganhar dinheiro todos os meses. E aí, nem precisa mais trabalhar, né. Ou se você é um autor bem famoso, que cria livros novos todos os meses, também pode se dar bem com isso.

3 – os investimentos financeiros

A última forma de se chegar à independência financeira que vamos citar aqui tem a ver com os investimentos financeiros. Essa, com certeza, é a forma mais sensata porque você não depende de aluguéis ou nem mesmo de ter muita inspiração para criar livros.

Isso porque quando a gente decide fazer uma reserva, a gente acaba pensando em poupança. Afinal, estamos poupando para imprevistos. Mas, quando o assunto é alcançar a independência financeira, aí a gente acaba subindo de estágio.

É o estágio do investidor!

Ele acontece quando a pessoa usa a matemática dos juros compostos a favor dela. Mesmo porque se existem tantos bancos por aí enriquecendo com os empréstimos por que não usar essa matemática para ganhar dinheiro no mercado financeiro também?

E já vamos explicar porque essa opção pode ser a melhor de todas. Confere aí algumas explicações e exemplos reais que existem hoje em dia.

5 impulsos para chegar à Independência Financeira em 2019

A casa própria

Muita gente fala sobre a casa própria, né. Geralmente, essas pessoas vão investir em terrenos para construir imóveis. Só que investir no mercado imobiliário já não tem a mesma segurança.

Aquela história de imóveis para alugar já não é tão brilhante como foi no passado.

Infelizmente, a escolha de comprar a casa própria no momento errado, muitas vezes no início do casamento, é uma das escolhas mais erradas e mais equivocadas que um casal pode fazer.

Isso porque ela compromete a vida inteira da família. Afinal, hoje em dia, a forma mais comum de comprar a casa própria é através do financiamento Minha Casa Minha Vida.

Mas, deixando um pouco de lado essa história de comprar a casa própria, vamos ver porque alugar imóveis já não é algo tão bom assim.

Primeiro porque o retorno é muito baixo. Existem estudos que provam que ele fica abaixo dos 0,5% ao mês. E isso está abaixo da maioria dos investimentos financeiros atuais.

Outra coisa tema  ver com o trabalho que alugar casas dá. É uma dor de cabeça e muita burocracia. Portanto, com retorno baixo e falta de segurança, alugar casas já está longe de ser uma boa ideia para quem quer alcançar a independência financeira.

A criação de obras

Bom, vamos supor que você considerou que alugar casas não é uma ideia das mais inteligentes, né. Então, vamos agora falar dos direitos autorais. É verdade que hoje em dia, muita gente ganha dinheiro com isso. Só que são casos mais raros.

É preciso ser muito bom no que faz e mais do que isso, é preciso ter sucesso de vendas. Hoje em dia tem muito cantor ou escritor bons que não tiveram sorte com isso. Portanto, ainda que seja possível, é uma forma pouco viável de investir esforços para enriquecer.

Aí, se a gente não pode confiar no aluguel de casas e nem nos direitos autorais, a melhor forma para se chegar ao topo e ganhar dinheiro com juros é justamente investir dinheiro. E isso vale mesmo em épocas de Selic baixa, viu.

A saída é estudar as opções do mercado e fazer as melhores escolhas.

ANÚNCIO