Alavancagem Financeira – aprenda a investir dinheiro como um milionário!

ANÚNCIO

Na real: a alavancagem financeira é uma arte. A arte de investir dinheiro como um milionário mesmo não sendo um milionário, entendeu? E sim, acredite porque isso é possível: dá para investir dinheiro mesmo ganhando pouco, tá bom?

Você está se perguntando como é possível investir muito se tem pouco dinheiro?

ANÚNCIO

Se você não sabe a resposta é melhor falarmos agora mesmo sobre a alavancagem financeira.

O que é alavancagem financeira? Pois bem, ela possibilita ao trader (que nada mais é do que um investidor) de investir uma quantidade maior de recursos do que ele tem naquele momento.

Agora, por que você tem que ler ao conteúdo completo? Porque muita atenção que os lucros podem ser maiores, mas os prejuízos também.

ANÚNCIO

Essa estratégia é interessante para os pequenos investidores porque possibilita que todo investidor invista um valor maior.

Mas, ao investir o que você não tem você corre muito mais risco.

Importante lembrar que day trade é renda variável. Então, a alavancagem financeira é para quem investe na bolsa de valores, em ações, contratos… Tá bom?

Não cometa a loucura de fazer algo que você não conhece. Então, leia aqui antes de ir fazendo suas loucuras de investir tudo que tem (e o que não tem) em ações na bolsa de valores.

Então, antes de entrar nessas operações estude muito.

A teoria de como tudo isso funciona

Mas, como opera sem ter dinheiro? Não entendi isso.

Essas operações alavancadas geralmente são utilizadas em day trade que são operações que iniciam e encerram no mesmo dia.

Anotou? Day trade são movimentos que acontecem no mesmo dia. Isto é, se iniciam e se encerram em até 24 horas.

Então, você vai pagar ou receber somente a oscilação entre o preço de compra e venda.

Por exemplo, você comprou 1 mil ações de uma empresa X que custava 10 reais cada.

Logo, para realizar essa operação, você precisaria de 10 mil reais.

A alavancagem possibilita que você utilize somente uma fração deste valor.

E as corretoras estabelecem qual a margem que elas querem.

Por exemplo, elas podem exigir somente 10% deste valor que é 1 mil reais em conta para você operar esse total de 10 mil.

Você investe apenas 1 mil, mas é como se tivesse 10 mil, tá bom?

Só que cuidado ein…

Cada corretora cobra uma margem de garantia específica e essa margem não precisa ser em dinheiro na conta da corretora.

Você pode utilizar como margem títulos do tesouro, CDBs e suas ações.

Tem corretora que você pode alavancar até 50 vezes.

Você tem noção o que é isso?

É como ter R$ 1 mil na mão para investir e conseguir investir como se tivesse R$ 50 mil.

Você colocou mil 1 reais, mas está operando com 50 mil reais. É muita coisa.

Então, vamos supor que você teve lucro de 1% em uma operação.

1% não vai ser sobre seu 1 mil reais, mas sobre os 50 mil alavancados.

Assim, você teve lucro de 500 reais.

Só não cresça seu olho porque da mesma forma que você pode ter lucro também pode ter prejuízo.

E neste caso, se você tiver prejuízo de 1% sobre esse valor alavancado você teve um prejuízo de 500 reais que é metade do seu capital colocado como margem de garantia.

Alavancagem Financeira

Cuidado Total

Já falamos aqui sobre os mini contratos de dólar e índice.

Cada contrato cheio de dólar representa uma movimentação de 50 mil dólares.

Lembrando que é possível movimentar apenas um lote mínimo de 5 contratos.

Então, você precisa de 250 mil dólares.

Mas, na conta da corretora você só precisa de uma pequena margem.

Tem corretora cobrando margem de garantia de 125 reais para operar um contrato cheio lembrando que tem que multiplicar por 5 que é o mínimo que você pode operar.

Então, precisa de uma margem de 625 reais.

E, se analisarmos os mini contratos você precisará de menos dinheiro ainda.

Sendo que o mini contrato de dólar é 20% de um contrato cheio.

Logo, se o contrato cheio custa 50 mil dólares, o mini contrato custará 10 mil e tem corretora cobrando a margem apenas de 25 reais para você operar esses 10 mil.

Mas, não se iluda com a alavancagem financeira e estude muito.

Porque da mesma forma que você pode ganhar também pode perder num piscar de olhos a margem que você colocou na conta da corretora.

Agora, investir na bolsa é seguro?

Na verdade, todo mundo que não conhece a bolsa não deve investir nela.

Considere que estudar, um mínimo que seja, é obrigação para quem vai fazer a alavancagem financeira.

Quanto à segurança do mercado, considere que o já falamos anteriormente aqui no blog:

A bolsa garante que suas ações fiquem depositadas em um lugar 100% seguro, conhecido como CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia). Em nível de comparação, se o seu dinheiro está na poupança e o seu banco falir

No Brasil, a Bolsa Nacional é a BM&F Bovespa, uma união da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) e da Bovespa (Bolsa de São Paulo). E ela se define da seguinte forma:

“Uma companhia que administra mercados organizados de títulos, valores imobiliários e contratos derivativos, além de prestar serviços de registro, compensação e liquidação, atuando, principalmente, como contraparte central garantidora da liquidação financeira das operações realizadas em seus ambientes”.

Isso quer dizer que se você sabe o que está fazendo lá, tudo é seguro.

Agora, o fato de ser segura, não garante que você não vá perder dinheiro na bolsa.

Estudar é fundamental, ok?

Aliás, um estudo já comprovou que 72% dos Iniciantes da Bolsa, por investirem errado e sem planejamento, perdem dinheiro e como consequente desistem da Bolsa de Valores em apenas 3 meses.

É indiscutível que no Mercado de Ações é preciso persistência e planejamento.

Fiquem atentos!

ANÚNCIO