3 formas de agilizar o processo de ganho de juros com investimentos

Hoje em dia existem 2 maneiras de você acelerar a rentabilidade de seus investimentos. Vai falar que você nunca quis saber disso?

Porque se você investe sabe que ganha juros, mas parece que, especialmente no começo, os juros demoram a render. Certo?

Acompanhe aí porque neste conteúdo vamos falar de 3 jeitos que você tem para melhorar isso aí e fazer o seu patrimônio ficar bem maior nos próximos meses.

1 – Procurar Produtos com Rentabilidades Melhores

Saia da poupança. É tipo isso mesmo. Saia da poupança porque lá o seu dinheiro vai demorar uma vida toda para ser rentabilizado de forma justa.

O problema disso é quando você cai numa tentativa de adivinhação sobre o que vai render mais: o dólar o a bolsa ou é o Tesouro Especial ou a debênture?

Enfim, o que vai render mais um período futuro? Se você tivesse a resposta, com certeza, já teria escolhido o melhor investimento financeiro para você.

O que você precisa saber é que esse caminho é o caminho errado porque você não sabe e ninguém sabe como é que vai ser o futuro.

Investimentos não é adivinhação, está bem?

Mesmo porque o mercado tem esse movimento para cima ou para baixo de acordo com as modificações na própria vida das pessoas e todo dia tem novidade, tem mudança.

Então, não dá pra saber as coisas no futuro.

Uma crise pode mudar tudo. E uma coisa que você tem em mente hoje pode se tornar uma ideia ruim amanhã.

3 formas de agilizar o processo de ganho de juros com investimentos

2 – Organizar a Carteira de Investimentos

Essa é uma dica muito mais essencial que vamos listar aqui.

O ideal, na verdade, não é você procurar qual é a melhor rentabilidade comprovada e sim olhar se a sua carteira de investimentos está bem adequada e está bem organizada.

Porque, às vezes, tem gente que pega uma carteira de investimentos e pensa que já tem esses produtos e tudo está a mil maravilhas.

E que nunca vai existir uma rentabilidade melhor.

Mas esse pensamento acontece porque o investidor que pensa assim não separa a carteira em curto, médio e longo prazo.

Ele não fala que esse dinheiro é para uma coisa e aquele outro dinheiro é para outra coisa.

Os prazos!

Esse dinheiro é um dinheiro que eu posso trabalhar com ele por 2 anos.

Tem outro dinheiro que dá para mexer só após 10 anos. Assim por diante.

Esse dinheiro que um dia foi longo prazo, hoje já está disponível para realizar a viagem,

Entenda que o simples fato de organizar sua carteira em blocos, já torna possível ver como você pode se posicionar se tiver uma emergência, ou seja, se precisar do dinheiro urgentemente.

Aí, falamos de saque de curto prazo e tal.

Então, se tiver emergência você pode pegar essa grana!

Basicamente, uma forma inteligente de buscar melhor rentabilidade é a locação.

Ou podemos falar em estratégia da carteira de investimentos.

E não adianta você ficar simplesmente tentando adivinhar o futuro.

Nasta você organizar de acordo com as suas necessidades e as suas possibilidades.

E, isso já vai te dar, naturalmente, uma possibilidade de melhorar os investimentos.

3 – Procurar Produtos Financeiros com Melhores Performances

Você sabe que precisa de um produto para investir dinheiro de forma eficiente. E o que você faz para encontrar o melhor produto?

Você deve comparar os investimentos financeiros que tem disponível para o seu perfil.

Eu posso ter um CDB de 3 anos agora? Então, eu vou comparar pra ver qual melhor CDB de 3 anos.

Aí sim você vai trabalhar a pesquisa disso.

Ah, mas eu preciso de um fundo! Ok. Então, compare os fundos e leve em conta as taxas também, como a de administração e tal.

Por que isso é importante?

Em um tipo de fundo você escolhe produtos com melhor menores custos e mais empenho. Em outro tipo você pensa na rentabilidade. Em outro você leva em conta o prazo. E assim vai.

Essas são formas básicas que geram grande parte da oportunidade de melhoria de uma locação e de uma performance investimentos.

Cuidado com as comparações!

Uma última dica importante é tomar cuidado com as comparações que se faz com outros investidores, tá bom?

O que falamos aqui é sobre comparar títulos e ativos.

O que é muito comum e errado no mercado é você comprar ativos iguais aos de outras pessoas, achando que isso vai dar certo. Geralmente, não dá.

Mesmo porque cada pessoa tem um perfil e um patrimônio para investir.

O ideal é comparar com os com produtos parecidos de outra instituição que estava propondo, sabe?

Como falamos CDB com CDB e Fundo com Fundo, por exemplo.

Se estamos falando de um mesmo produto, aí você confere aqueles que têm os custos menores e até um desempenho melhor.

Às vezes, só trocar o produto não vai surtir o efeito que poderia para você. Mas, de outro lado, simplesmente melhorando a sua alocação de recursos quer distribuir os investimentos de maneira organizada pode dar resultados.

Mais de 90% da rentabilidade de um investidor está na boa alocação de ativos.