Veja quais foram as 10 ações mais recomendadas para compra após o início da pandemia

ANÚNCIO

Desde quando a pandemia se iniciou no mundo todo (iniciou em dezembro de 2019 e tornou-se gritante em março de 2020), muitas ações desvalorizaram na bolsa. Assim, começaram a ser indicadas as ações mais recomendadas para compra – porque elas estavam baratas.

A gente foi atrás de uma lista que contenha essas empresas, que ficaram consideradas baratas demais. Ou, simplesmente, que eram bem vistas para a compra. A nossa pesquisa foi feita no Google e em vários portais de finanças. Assim, chegamos a essa conclusão.

ANÚNCIO

Ah, e antes de a gente começar a citar as ações, que tal fazermos um exercício de adivinhação? A ideia é saber se você tem acompanhado sobre o mercado de ações nesses dias. Então, diga aí: quais ações você acha que vão estar nessa lista?

Agora que já refletiu um pouco, vamos lá. Conheça as ações mais recomendadas desse período, conforme opinião dos especialistas e analistas do mercado financeiro.

1 – Petrobras (PETR4)

Com certeza, essa é uma das empresas que você já havia pensado, certo? Agora, saiba que mesmo após a queda do preço do petróleo no mundo todo e dos resultados negativos da companhia, ela continua sendo recomendada.

ANÚNCIO

Praticamente todas as corretoras possuem a PETR4 na lista de recomendações para clientes investidores. O motivo é totalmente estratégico: enfrentar a crise do setor.

Além disso, a Petrobras tem uma gestão voltada para a redução de custos e aumento das operações. Logo, a estatal tem uma estrutural de capital bastante equilibrada, com foco no core business.

2 – Vale (VALE3)

Possivelmente, essa é outra ação que você também acertou ao considerar as possibilidades, correto? Saiba que ela é a melhor representante do setor siderúrgico para os analistas, sendo que é a 2ª empresa mais lembrada na lista de recomendações das corretoras.

O motivo também é simples: tem estabilidade de retornos financeiros tanto no curto como no longo prazo. Além do mais, tem o pagamento dos dividendos, que é um diferencial interessante. E mesmo após a tragédia de Brumadinho, ela mostrou força e valorização.

3 – B3 (B3SA3)

A B3 é uma ação que ganhou muita força nesse ano. Por isso, está aqui entre as ações mais recomendadas para compra nesse momento. Ela é composta por uma grande quantidade de empresas que ingressaram no mercado com IPOs e follows-on.

Outra coisa interessante é que o ambiente de baixas taxas de juros provocou uma migração do fluxo de capital dos investidores que estavam na renda fixa para a renda variável. Isso aumentou as receitas das companhias e as margens líquidas, também.

4 – Via Varejo (VVAR3)

Agora sim uma novidade. Apesar de muita gente ter ouvido falar dela e pesquisado sobre ela, saiba que ela não é tão comum como a PETR4 ou a VALE3. Logo, a Via Varejo é uma novidade que surgiu nesse ano e se tornou a queridinha de muita gente.

AMAR3 – será que as ações das lojas Marisa valem a pena? Veja esse estudo

E a gente já vai logo explicando os porquês disso: teve ótimos resultados, com investimentos na área digital, aumento de competitividade no comercio eletrônico e mesmo com lojas fechadas, aumentou as margens das vendas.

5 – Gerdau (GGBR4)

Outra novidade entre as ações mais recomendadas para compra é a Gerdau, que se tornou muito recomendada também pelas corretoras. Ela foi anunciada, quase sempre, após a explicação da “manutenção das expectativas positivas do setor de metalurgia”.

Além disso, ela tem receita que vem das vendas para vários países, o que pode ser um ponto de destaque para considerar que estamos falando de vários públicos e economias.

6 – WEG (WEGE3)

Essa é outra empresa que talvez você não tivesse cogitado na hora que fizemos o exercício da adivinhação, na introdução da matéria. Mas, temos que considerar que ela foi uma das empresas que mais ganharam valorização durante esse ano.

E isso também se explica de forma sistemática. A gente pode pôr na balança, por exemplo, a expansão continua do cenário externo, as fusões e aquisições, o ganho de mercado. Além do que ela tem uma ótima expectativa de retomada de crescimento com foco no setor que atua.

7 – Magazine Luiza (MGLU3)

Aqui, a gente pode citar um fato interessante, que vem desde o tópico acima: essas ações não são consideradas baratas. Porém, possuem grau de indicação devido às expectativas de mercado. A ação da Weg, por exemplo, passa dos R$ 70 e da Magazine passa dos R$ 90.

De qualquer modo, no caso da MGLU3, saiba que hoje ela é vista como uma das estrelas da bolsa de valores do Brasil. E é indicada por praticamente todo analista de corretoras. Inclusive, devido ao fato de estar investindo fortemente no mercado online.

8 – Bradesco (BBDC4)

Talvez você tivesse “chutado” algum banco nessa lista. E acertou. Se pensou no Bradesco, acertou em cheio. Ele também foi um dos mais lembrados nesses últimos dias. As recomendações de compra sempre refletem sobre o potencial do avanço das operações.

ações mais recomendadas para compra

Isso porque o Bradesco está expandindo as operações, a partir da gestão de Provisão de Devedores Duvidosos. E também acaba sendo lembrado pelas operações do seu banco digital, o Next, que tem atraído novos clientes a cada dia.

9 – Banco do Brasil (BBAS3)

Mais um banco na lista de ações mais recomendadas para compra. Agora, o BB, que está entre os papéis preferidos desde setembro. O motivo é que ele continua sendo importante na concessão de crédito no país, especialmente o rural.

Mais recentemente o anúncio de André Brandão no cargo também trouxe bons ares para a marca.

10 – Grupo Natura (NTCO3)

Também não entra na lista das ações mais baratas porque a sua ação passa dos R$ 45. Porém, entra na listagem de mais indicadas porque o seu gráfico mostra uma linha crescente contínua desde o início.

E se você busca explicação, saiba que é um grupo que está entre os maiores do setor de cosméticos do país. Sendo assim, é dona de marcas como Natura, Aesop, Avon e Body Shop, com mais de 2 milhões de consultoras.

ANÚNCIO