Conheça as 3 principais ações do setor de saneamento básico da B3

ANÚNCIO

A nossa ideia com essa matéria não é simplesmente falar qual é a melhor ou pior empresa listada na bolsa de valores para você comprar. Mais do que isso, nós vamos citar aqui as 3 principais ações do setor de saneamento básico da B3 para você conhecer.

Depois da leitura é você que vai decidir qual é a melhor opção para a sua carteira de ativos. Obviamente, nós temos que considerar que o momento atual indica que há uma delas que parece ter um caminho mais claro e positivo para o futuro – ao menos, é o que os analistas acreditam, como vamos mencionar.

ANÚNCIO

De qualquer modo, o que queremos é que você conheça todas essas opções, que estão entre as mais conhecidas, mais indicadas e mais importantes ações das empresas de saneamento básico do país. Inclusive, essa é uma área essencial, o que garante importância o ano todo.

E quais são essas ações do setor de saneamento básico

Para você ter uma ideia de que não queremos mesmo “enrolar” você nessa leitura, saiba que estamos falando da: Sabesp (SBSP3), da Copasa (CSMG3) e da Sanepar (SAPR3). Obviamente, são empresas de São Paulo, Minas Gerais e do Paraná.

Mas, além de saber das empresas, o que você precisa considerar é que o país está passando por mudanças. E isso também vale para o setor de saneamento, que tem um projeto de lei que cria o novo marco regulatório de saneamento no país.

ANÚNCIO

Se houver aprovação, saiba que isso vai permitir que a iniciativa privada atue com mais força em todo setor. Isso pode facilitar, por exemplo, os processos de privatização das estatais que prestam serviços, como de abastecimento de água ou tratamento de esgoto.

Com essa possibilidade, considere que tem muita gente indicada essas empresas para a compra. Afinal, se isso acontecer, com certeza, os papéis vão valorizar muito. No final do artigo, vamos falar mais do novo marco. Mas, agora, vamos citar as empresas. Confira.

1 – Sanepar

De todas as ações do setor de saneamento básico, a Sanepar vem sendo a mais indicada pelos analistas. O motivo é que ela está passando por momentos mais complicados. No entanto, corretoras como a XP, avaliam que há um risco-retorno muito atrativo.

Assim, ela cita um preço-alvo em R$ 32. Lembrando que no começo do mês de outubro, os papéis estavam listados em R$ 29,5.

Sanepar na bolsa – o que você tem que saber sobre as ações da SAPR11

Ainda assim, a XP cita alguns pontos que foram desfavoráveis, mas que devem ser amenizados em breve. Um é sobre a pior seca das últimas 3 décadas no estado. O segundo ponto é sobre a pandemia, que aumentou a demanda por água.

2 – Sabesp

A próxima empresa é a Sabesp, que é uma das maiores do setor no mundo. Ela está há tempos sendo estudada para ser privatizada. Porém, como sabemos, isso depende do marco regulatório para ser viabilizado.

Também para a XP, considere que há pontos positivos. Ainda assim, existe a questão que pode ser vista como um verdadeiro “banho de água fria”: tratativas para privatização não devem acontecer antes das eleições de 2020.

E qual seria o problema disso? Que pode ser cedo demais para precificar um cenário de privatização dessa ação. Isso porque é a Sabesp tem a ação mais cara do setor na B3.

3 – Copasa

E para fechar, nós temos a Copasa, de Minas Gerais. Ela também vive por essa espera pela privatização. Inclusive, há de se considerar que o governador local venceu as eleições prometendo esse item durante sua campanha.

Para a XP, há de se pensar que o otimismo está muito acentuado no caso da Copasa e isso gera problemas. Logo, é preciso ver que nos últimos relatórios, a empresa teve recomendação rebaixada de neutra para venda em muitas corretoras.

Assim sendo, entre todas as ações do setor de saneamento básico citadas aqui, acaba sendo a menos recomendada para esse momento atual. Mas, engana-se quem acha que não há analistas indicando essa ação. Um deles é Alexandre Zimmermann.

O histórico de preços das companhias

A CSMG3 tem atualmente um preço de R$ 47,81. Com a pandemia, a ação caiu para R$ 39,79. A SBSP 3 tem preço atual de R$ 46,34. No entanto, ela já passou de R$ 100 em 2007 – por isso, há uma expectativa muito grande na privatização.

E a Sanepar, que atualmente é a ação mais barata entre as ações do setor de saneamento básico, tem preço de R$ 5,28. Durante a pandemia, caiu para R$ 4,77.

Curiosamente, em agosto o Infomoney fez um levantamento com as recomendações de compras dessas empresas listadas na B3. A maioria indicou a Sanepar, seguida da Sabesp e da Copasa. Mas, quase ninguém recomendou a venda. Entre no site para ver o gráfico.

O andamento do marco regulatório

ações do setor de saneamento básico da B3

O trâmite da aprovação do novo marco regulatório do saneamento básico não continuou devido à pandemia. Assim, ele parou na aprovação da Câmara. Agora, a ideia é leva-lo ao Senado ainda este ano. Porém, a crise na saúde pública atrasou esse andamento.

Há quem diga que ele será aprovado esse mês ou esse ano. Há quem diga que ficará para o próximo ano letivo. Para Paulo Guedes e sua equipe, a aprovação do projeto deveria acontecer esse ano para estimular os investimentos na retomada da economia.

Isso porque eles avaliam que serão investidos mais de R$ 50 bilhões por ano para todo saneamento até 2033. Isso é o que está no regulamento. Atualmente, o valor é de R$ 12 bilhões.

ANÚNCIO