5 passos para abrir uma micro cervejaria e ganhar dinheiro

PROPAGANDA

As primeiras cervejarias artesanais surgiram no Brasil em meados dos anos 90. E você não precisa ser um estudioso da história do Brasil ou da produção da cerveja para saber disso. E também nem precisa de muito para ver nesse empreendimento uma forma de ganhar dinheiro.

Hoje em dia, muita gente tem transformado o hobby de alguns apaixonados pela bebida em renda extra ou até mesmo na renda principal mensal. Por isso, o assunto é muito importante.

PROPAGANDA

E se você é um dos apaixonados pela bebida ou tem o interesse em investir nesse tipo de negócio, continue lendo. Aqui vamos trazer 5 detalhes imprescindíveis para você que vai abrir uma micro cervejaria e quer ter sucesso.

O mercado da cerveja

A cerveja se tornou um mercado em crescimento.

Agora, para empreender neste ramo é preciso ir além da paixão pelo produto. Por isso, não basta gostar ou querer, você vai ter que conhecer os seus próprios diferenciais e entender assuntos como o marketing, as vendas, o comércio, o produto, etc.

PROPAGANDA

Além disso, também é necessário ter experiência, capacitação, conhecimento da legislação específica do setor e um plano de negócios. Para quê tudo isso? Para que você ganhe dinheiro com o sua micro cervejaria, obviamente.

Isso tudo é o que vai fazer você se diferenciar neste mercado, que é um mercado cada dia mais competitivo e com mais rótulos e mais pessoas envolvidas e mais público especializado.

As dicas para abrir uma micro cervejaria

cervejaria

Foto: (reprodução/internet)

Pensando nisso, fomos até o Sebrae, que é uma instituição que é focada no empreendedorismo de micro e médias empresas.

Aí, o que Sebrae destaca é que as micro cervejarias estão se espalhando por todo país. E o mercado atual pode ser dividido em três categorias:

  • as pequenas cervejarias, que possuem sua própria linha de produção,
  • os grupos que possuem pequenas linhas de produção no próprio local de venda,
  • e as cervejarias ciganas, que terceirizam a produção para indústria.

Com base em dados do Ministério da Agricultura, esse é o segmento que cresce de forma mais motivacional. O motivo principal é a mudança na legislação, que beneficiou o produto principal, a cerveja.

Mas, antes de abrir um negócio desta natureza, o empreendedor deve se atentar para alguns aspectos importantes. E esses são os 5 passos citados pelo Sebrae.

1 – Pesquisa na Prefeitura

Pesquisa!

Essa é a primeira dica do Sebrae.

Portanto, antes de abrir um negócio como esse você deve consultar o plano diretor na Prefeitura para ver se é possível estabelecer a sua micro cervejaria no local desejado.

O motivo para a importância disso é que existem zonas específicas para você montar a sua produção.

E quanto mais precisa for a sua pesquisa sobre as necessidades de investimento, menores serão as surpresas quanto a previsão financeira para iniciar um novo negócio.

2 – Crie a Comunicação

A 2ª dica é criar um canal de comunicação.

O Sebrae diz que essa é a melhor forma de conduzir a política de preços e prazos da empresa.

Assim, a dica é manter um diálogo permanente, tanto com clientes e fornecedores.

Faça isso mostrando organização e conhecimento sobre os processos. E envolva também os custos de operação para descobrir o que pode agregar valor na relação com o cliente.

Veja o que o Sebrae diz:

“O empresário deve estar atento aos detalhes e sempre que possível escutar os seus consumidores”.

E a instituição ainda comenta que as redes sociais são um canal fundamental neste processo de comunicação.

3 – Faça a Higiene

No que se refere ao aspecto técnico de uma produção de cerveja, considere que a higiene é fundamental. Assim como todo lugar ou negócio que trabalha com alimentos e bebidas.

Ter a menor falha de bactérias e fungos que seja já pode estragar a sua produção, por exemplo.

Então, o que se deve fazer, por exemplo, é usar um pulverizador com álcool para esterilizar todo o material e suas mãos – tanto durante a produção da bebida quanto a cada retirada de amostra.

E a higienização ainda passa pelo cuidado com as garrafas, por exemplo.

4 – Saiba como Armazenar

Várias vezes, antes de iniciar sua produção em larga escala e a comercialização, saiba que você vai produzir para você e alguns amigos. É o que o Sebrae chama de fase de teste.

Então, considere que o excelente cervejeiro tem que saber que quando for servir deve deixar, no mínimo, dois dedos de espuma.

Além disso, nunca guarde a garrafa deitada.

Outra dica para armazenar é manter na temperatura ideal. Então, saiba que cada cerveja tem a sua taxa ideal de degustação.

Comece a estudar, por exemplo, o tempo de maturação. Saiba que quanto maior esse tempo, melhor o produto em alguns casos. Esse é o principio do vinho, que funciona em alguns tipos de cervejas também.

O importante é você desenvolver o seu estilo fazendo um bom plano de negócios e investir em produtos diferenciados para criar a própria marca.

5 – Escolha os Ingredientes

A escolha dos ingredientes deve ser bem rigorosa, diz o Sebrae.

Inclusive, a água utilizada no processo faz uma baita diferença no resultado da fabricação da cerveja. E isso tem a ver com a higienização que foi dita acima e também com a escolha de TODOS os ingredientes.

Saiba que quando o assunto é a cerveja artesanal, ela se apresenta em formas mais carregadas de malte, de lúpulo e outros ingredientes.

E aí, por isso mesmo, tem se observado novos estilos, como as cervejas belgas, que caíram no paladar do brasileiro.

Além disso, a escola da cervejaria americana e alemã também são muito apreciados por aqui. E possuem um público fiel, portanto, abre-se portas para o produto.

PROPAGANDA