7 papéis para investir e 3 ações que tiveram a recomendação elevada para essa semana

ANÚNCIO

Já começou a semana e você ainda não sabe aonde investir? Veja essas dicas!

Uma das maiores instituições financeiras do Brasil, a XP Investimentos divulgou sua carteira para essa semana, que vai do dia 21 ao dia 25. A mudança está na saída do Bradesco (BBDC4) e inclusão, de novo, da Petrobras (PETR4). Além disso, o Itaú (ITUB4) ganhou exposição de 5%.

ANÚNCIO

Não sabe Como Investir na Bolsa de Valores? Aprenda como comprar ações na bolsa de valores em 3 passos.

“Optamos pelo retorno da Petrobras na nossa carteira, pois acreditamos em preços de petróleo mais elevados, dólar mais baixo, menor interferência governamental, Plano de Demissão Voluntária, redução de gastos e venda de ativos. Além do foco no resultado”, disseram os analistas.

Ações Petrobras

Apesar da visão otimista, a Petrobrás perdeu o posto de 2º maior empresa de capital aberto do país em valor de mercado, quando foi superada pelo Itaú Unibanco, que somou 208,2 bilhões de reais. O detalhe é que no início de outubro, a Petrobrás alcançou 211,64 bilhões de reais e no último dia 14, a empresa somou 199,5 bilhões de reais.

ANÚNCIO

Leia o artigo completo sobre o prejuízo da Petrobras aqui.

Mas, segundo comentários, um dos motivos que culminou na exclusão do Bradesco foi o fato de que os analistas esperavam bons resultados, acima da expectativa, como aconteceu com o Itaú.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Justamente por isso, o Itaú ganhou um bom posicionamento que tem a finalidade de aumentar o ROE (Retorno sobre Patrimônio, na sigla em inglês), com spreads bancários maiores, menor custo de captação e inadimplência controlada. Essa é a dica da instituição para a Compra de Ações.

Método prático para comprar ações.

Na última semana, a carteira apostada pela XP valorizou 4,5%, valor superior ao desempenho do Ibovespa de 1,7%.

Veja a lista da Carteira da XP para essa semana:

  1. Itaú (ITUB4)
  2. Ecorodovias (ECOR3)
  3. BB Seguridade (BBSE3)
  4. Gerdau (GGBR4)
  5. Banco do Brasil (BBAS3)
  6. Eletrobras (ELET6)
  7. Petrobras (PETR4)

Celulose e Papel

Já o setor de celulose e papel foi comentado pelo Bank of America Merrill Lynch, em um relatório na qual os analistas elevaram a recomendação para:

  1. Fibria (FIBR3) para o patamar de compra
  2. Klabin (KLBN11) e
  3. Suzano (SUZB5).

Segundo os analistas, as mudanças são devidas às estimativas para o dólar para 2016 e 2017, que aumentaram as perspectivas devido ao governo Trump fazer mudanças nas políticas fiscais no país, o que acaba refletindo positivamente no país.

Efeito Trump: Renda Fixa perde US% 1,5 trilhão, 10 empresas valorizam na Bovespa e 4 bolsas da Europa em queda.

CSN

Por outro lado, a BTG Pactual disse, em relatório, que recomenda a venda para os papéis da CSN (CSNA3), com um preço alvo de 4 reais para o próximo ano, o que totaliza uma desvalorização potencial de mais de 62%, em relação ao fechamento do dia 17.

Energia no Canadá

No Canadá foi anunciado hoje (21) que o país deixará de usar o carvão para produzir eletricidade em 2030 e que até lá 90% da energia gerada será por meio de fontes que não prejudiquem o efeito estufa.

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Ao anunciar isso, a ministra do Meio Ambiente, Catherine McKenna, disse: “a eliminação de carvão tradicional da mistura energética e sua substituição com tecnologias limpas, reduzirá as emissões de forma significativa”.

Índice de Energia Elétrica

O Índice de Energia Elétrica (IEE) foi lançado em 1996 e entrou para a história como o primeiro índice setorial da BM&FBovespa.

  • Para compor o índice, as ações devem atender aos seguintes critérios:
  • Pertencer ao setor de Energia Elétrica
  • Ter participação maior ou igual à 0,01% no mercado a vista
  • Ter presença em pregão de 80%
  • Ter apresentado no mínimo 2 negócios por dia em 80% dos pregões
  • Não ser classificada como ativo Penny Stock

Penny Stock: são ações com cotações muito baixas.

Veja agora por quais empresas o Índice é composto:

  • Alupar (ALUP11)
  • CESP (CESP6)
  • Cemig (CMIG4)
  • COELCE (COCE5)
  • CPFL Energia (CPFE3)
  • Copel (CPLE6)
  • Engie Brasil On (EGIE3)
  • Eletrobras (ELET6)
  • Eletropaulo (ELPL4)
  • Energias BR (ENBR3)
  • Equatorial (EQTL3)
  • Light (LIGT3)
  • Taesa (TAEE11)
  • AES Tietê (TIET11)
  • Tran Paulist (TRPL4)

Da Redação

ANÚNCIO