5 mudança de hábitos para quem não quer permanecer pobre

A riqueza é uma questão de educação financeira muito mais importante do que apenas considerar sorte. Claro que nunca devemos negar a sorte, só que é possível ficar rico apenas tendo uma boa educação financeira.

E o que é a educação financeira? É uma maneira de estudar e rever conceitos da vida financeira, que incluem gastos, economias, compras, salários, rendimentos e tudo mais que tem a ver com o dinheiro.

Isso porque a gente está quase que numa guerra infinita para tentar ficar rico.

Só que o que não percebemos é que isso não é tão impossível quanto parece. Algumas mudanças habituais já podem significar uma mudança na vida financeira – e para melhor.

Agora, por mais que a gente almeje alcançar a riqueza e ter mais dinheiro e ter também mais liberdade e independência… O que fazemos para que isso aconteça?

É sobre isso que estamos falando: é preciso ter atitude e realizar mudanças.

Tem muitas ações do nosso dia a dia que acabam no puxando nossa vida financeira para baixo, para o lado negro da força. E tem muitas outras coisas que foram criadas inconscientemente e que limitam o nosso crescimento financeiro.

No fim das contas, são muitas coisas ligadas aos hábitos que a gente tem e muitas ações que às vezes não são tão óbvias que a gente comete sem pensar.

E cometemos isso muito mais do que pensamos, ao longo dos nossos dias, meses e anos.

E que, infelizmente, acabam atrasando ou às vezes nos impossibilitando de atingir aquele grande resultado, que nada mais é do que ter uma vida mais confortável e com mais comodidade.

É por isso que criamos este conteúdo: queremos te ajudar a pensar em 5 hábitos diários que poderiam ser mudados ou melhorados a fim de buscar uma melhor condição financeira, cheia de riquezas e investimento – e não apenas de contas a pagar!

5 mudança de hábitos para quem não quer permanecer pobre

1 – O Retorno Imediato

Lembra que no começo do texto falamos em sorte? Então, a sorte pode existir, mas considere que não vamos contar com ela, tá bom?

Pensando assim, saiba que você não tem que querer o retorno imediato porque nada acontece do dia para a noite. É como passar no vestibular ou no concurso público: você tem que estudar muito, sabe?

Na educação financeira, o estudo também é essencial e o retorno vem, mesmo que demore alguns dias, meses ou anos.

Se você cobra um resultado imediato, em um curto prazo, saiba que não está caminhando corretamente porque esse é um sinal que você é uma pessoa que não tem a mentalidade à longo prazo!

E é bem fácil entender porque esse é um erro: um dos grandes segredos que as pessoas bem sucedidas compartilham é que elas pensam no longo prazo.

2 – Seja o Protagonista

A ideia aqui não é a de que você precise aparecer na TV ou na revista.

Ser protagonista é fazer a própria mudança acontecer.

Sabe aquela coisa de apenas criticar o governo e as autoridades, mas continuar jogando o papel de bala no chão? É isso que estamos falando.

Comece a mudar de vida por si próprio porque só reclamar não vai te levar a lugar algum.

Uma boa saída é começar a ver soluções ao invés de apenas citar os problemas. A sua família está ruim e briga muito? O governo não vai pra frente? Sua vizinhança não é das melhores?

E você, o que tem feito?

É óbvio que tudo isso pode ser verdade e pode sim atrapalhar os seus planos.

Porém, esse tipo de coisa nunca vai terminar e sempre vai haver uma ou outra coisa que vai te inibir na vida. Na contração, a forma com que você lida com isso é que faz toda a diferença.

Você não pode deixar isso determinar o resultado final da sua vida.

Porque você, agora, é o protagonista, lembra?

Então, apesar disso influenciar uma pessoa, ela não pode ser determinante unicamente.

Enriquecer é sim possível, mas, antes de tudo, trata-se de uma questão de mérito!

3 – Cuidado com os Rendimentos

Ué, mas os rendimentos não é uma coisa boa para quem está investindo dinheiro e quer caminhar para a riqueza? Claro que sim. Mas, estamos falando de como você pensa sobre isso.

Só olhar para a rentabilidade das suas aplicações é que é errado.

Por que será que isso é um problema?

Às vezes, existem componentes mais importantes do que a rentabilidade das suas aplicações, tá bom. Essa é uma verdade que muita gente finge não ver, mas que é muito importante.

Você investe muito melhor, quando analisa o todo.

Olhar apenas para os rendimentos é um erro porque você não desconta as taxas, por exemplo e nem o tempo de aplicação.

De que adianta um rendimento alto se ele é um investimento para daqui 10 anos e você precisará do dinheiro em 2 anos?

4 – Você é muito Produtivo no Trabalho?

Outro sinal que pode te indicar que você está indo para o caminho errado é quando você se torna muito produtivo no trabalho, mas fica sem tempo livre para você mesmo.

Por mais que a ideia de trabalhar muito seja boa, você tem que ter retorno para a sua vida. E esse retorno nem sempre vai vir em forma de dinheiro, tá bom?

Afinal, você já deve ter lido em algum lugar que o tempo é o único ativo que não volta, né.

A cada minuto que passa, ele não volta!

Portanto, isso tudo precisa ser muito bem trabalhado na sua vida. Dinheiro é importante, mas não é tudo e, além do mais, considere explorar melhor o seu tempo.

Ser produtivo no trabalho pode ser bom, mas desde que você continue considerando a sua vida pessoal também. Afinal, ser produtivo na vida pessoal também é importante.

5 – É junto que chegamos a lugares mais longes

Esse ponto é muito bacana porque muita gente também finge não acreditar.

É claro que dá para ficar rico sozinho, mas em conjunto conseguimos chegar mais longe, né.

E aqui vale para tudo, desde a hora que você vai estudar o mercado financeiro até mesmo quando você abre o jogo com a sua família para que ela aprenda a economizar dinheiro junto com você.

Ter pessoas ao redor é imprescindível para uma vida mais sustentável financeiramente.

Você não pode ficar se achando quando você atinge um bom patamar financeiro porque você não chegou lá sozinho, né.

Bom, esses foram os tópicos de hoje e o ideal é que você comece a estuda-los agora mesmo porque eles fazem parte da vida de todas as pessoas que são ricas hoje em dia.

A ideia é sempre a de compartilhar e nunca ser mesquinho, portanto, compartilhe esse conteúdo para as pessoas que você deseja o bem, afinal, a riqueza é para todos!