5 jeitos inteligentes de economizar dinheiro ao fazer compras no supermercado

Ninguém pode se livrar de fazer compras de supermercado, não é verdade? Isso quer dizer que por mais que não esteja nada barato, a gente tem que ir lá todos os meses ou toda semana. A alimentação é um item primordial e essencial na vida de qualquer ser humano!

Então, se não temos como evitar isso, saiba que, ao menos, podemos minimizar os custos que temos nesse lugar. A sua conta do mercado está muito alta? Saiba que você pode dar jeito para ela ficar menor da próxima vez que for e, pensando nisso, criamos este conteúdo.

Você sabia que até a forma que você escolhe para pagar a conta pode influenciar nisso?

Então, essa é apenas uma das dicas que separamos aqui. E considere que a nossa ideia não é fazer com que você compre o produto A ou B ou que vai no supermercado Z ou X…. O foco é te ajudar a ajustar as suas compras no supermercado com os seu orçamento financeiro familiar, está bem?

E, afinal, estamos falando de jeitos inteligentes de fazer isso, sem que para isso você preciso sofrer ou passar apuros. São apenas alguns pensamentos e mudanças de hábitos que podem te fazer uma pessoa mais econômica e com o consumo mais consciente!

5 jeitos inteligentes de economizar dinheiro ao fazer compras no supermercado

1 – Forma de pagamento

Sim, é verdade que a forma de pagamento das suas compras influencia no seu gasto no mercado. Por exemplo, se você tem o hábito de pagar com o cartão de crédito, saiba que aí existem diversos problemas.

Um deles é o fato de que você está jogando para o mês que vem uma conta que você não sabe, com certeza absoluta, se terá condições de pagar. Outra coisa é que ao pagar com o cartão de crédito, na maior parte das vezes, você nem vê o quanto gastou na compra.

Então, qual é a melhor opção para pagar o mercado? Dinheiro em espécie.

Você pode até não concordar e achar que isso é antiquado demais. Só que leve em conta que só assim você vai ver quanto realmente gastou naquele ultimo dia que fez a compra. E, além do mais, ao levar o dinheiro você vai sabe até quanto poderá gastar – já que não vai querer passar vergonha, né?

Isso tudo é muito bom para o seu controle financeiro.

Já no cartão de débito, você pode acabar gastando mais do que gostaria porque sempre tem aquele produto que você viu (mas, nem lembrava que existia e agora está com vontade) e vai querer levar para casa, né.

2 – Aimentos pré-prontos

Os produtos pré-prontos facilitam a vida da gente e não há quem discorde disso. Só que existe um lado sombrio nisso tudo: eles são mais caros. E não adianta discordar disso, basta comprar e fazer as contas, tá bom?

Tudo o que está lavado, cortado, fatiado ou pré-cozido é mais caro. Aquelas saladas que já vem prontas, sabe? Por mais lindas e maravilhosas que pareçam vão custar mais para o seu bolso.

No fim das contas, se você adquire esse hábito de sempre comprar tudo pré-pronto, não deixe de saber que a sua conta vai ficar mais alta todas as vezes que você for no mercado.

Agora, tem outra coisa que é interessante de, ao menos, pesquisar: nem sempre esses alimentos são mais saudáveis porque quando as frutas, legumes, verduras já estão cortados perdem seus nutrientes e a gente nem sabe como o processo foi feito, né?

3 –  Produtos de marca

Tem alguns supermercados que desenvolveram linhas de produtos de marcas próprias. O que são marcas próprias? São marcas criadas pelo supermercados e que são vendidas apenas naquela rede de supermercado.

Essas linhas que são desenvolvidas para os supermercados costumam ser muito boas, elas têm um bom preço e tem uma qualidade muito boa. É lógico que toda regra tem exceção e nem tudo será bom o tempo todo. A dica é experimentar.

A gente tem que acabar com esse preconceito de que só a marca X ou Y é boa, sabe? Tem coisa barata e boa no mercado sim!

Mesmo porque não é o supermercado que produz aqueles produtos, eles compram de vários fornecedores e como eles conhecem tudo, eles escolhem os melhores para desenvolver sua próprias marcas.

Então, vale a pena você comprar alguns produtos de marca própria porque, geralmente, o preço é mais baixo do que os seus concorrentes

4 – As promoções

Se é promoção, a gente tem que aproveitar! É assim mesmo que você pensa?

Qual é o cuidado que a gente tem que ter com as promoções? Primeiro: saber se é promoção mesmo, né. Porque dizem que custava tanto e esta por outro valor e quando você vai ver é aquele valor mesmo, que sempre foi, sem desconto algum.

A segunda coisa é saber se você precisa daquilo de verdade ou se está comprando apenas porque está barato.

Porque por mais que um produto esteja mais barato, se você comprar sem ter necessidade, você vai acabar gastando um dinheiro a toa, principalmente, se for um perecível, alguma coisa que você não pode estocar em casa.

5 – Programas de fidelidade

Os programas de fidelidades do supermercado são legais de você ter, em alguns casos, obviamente.

Geralmente, eles oferecem algum tipo de vantagem. Só que não se deve ter o programa apenas para vantagens – é preciso saber os custos disso.

Se é uma fidelidade sem custo, já começa a ficar interessante porque os mercados costumam ter preços diferenciados para quem é cliente fiel. Geralmente, esse preço é mais baixo, com descontos.

Mas, nunca fique preso somente à isso. É preciso comparar os preços com outros mercados e saber se aquele desconto que você está recebendo é realmente real. Não é porque a fidelidade existe que você tem que aderir a ela, ok?