3 aplicações financeiras para investir com o seu 13º salário: CDB, Tesouro Selic e Fundo DI

ANÚNCIO

Até o próximo dia 20, muitas pessoas vão receber a segunda parcela do 13º salário. Ao todo serão injetados mais de 197 bilhões de reais nesse ano, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). E, algumas dessas pessoas já separaram os recursos para investir.

No entanto, muitas não sabem exatamente o que fazer com esse dinheiro. Se você tem o interesse de investir, saiba que está fazendo a coisa certa. Mas, onde investir? Esse tem sido o questionamento de muitos trabalhadores.

ANÚNCIO

Por isso, vamos detalhas 3 opções! E, no decorrer do texto, daremos outras dicas também, tal como a LCI. Fiquem atentos.

1 – Tesouro Selic

O título público faz com que você empreste dinheiro para o governo e seja remunerado para isso. Esse é o investimento queridinho de muitos analistas porque substitui muito bem a poupança e tem um capital inicial baixo para investimento, a partir de 30 reais.

Tal como o nome, a remuneração é paga com equivalência à taxa Selic, que á base dos juros praticados no país. Atualmente esse valor está em 14% ao ano.

ANÚNCIO

Esse investimento é muito indicado para quem quer resgatar o dinheiro aplicado a qualquer momento, como no caso de uma emergência. E isso sem perder dinheiro, ok? Isso porque se trata de uma aplicação financeira segura, talvez a mais segura do Brasil, já que o risco de levar calote do governo é quase nulo.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Se você gostou dessa forma de investir dinheiro, conheça um pouco mais sobre a “nova poupança” do Brasil, assim bem chamada por muitos investidores. Nesse artigo, você encontrará todas as informações, tais como custos, taxas e rentabilidades: O que é Tesouro Direto e os 5 melhores motivos para investir nele.

2 – Fundo DI

Aqui, você entrega seu capital para um gestor de um banco ou uma corretora de investimentos e ele faz escolhas por você. Nesse caso, ele, normalmente, vai aplicar no Tesouro Direto ou em Rendas Fixas de Bancos.

O tesouro direto você já conheceu acima, mas se quer saber mais sobre as Rendas Fixas, veja o vídeo abaixo:

Nessa opção, a indicação está voltada para a praticidade de ter alguém fazendo escolhas por você, além, claro, da liquidez, já que também permite o resgate imediato do dinheiro.

O detalhe de analistas está para as taxas, que podem ser altas e fazer você lucrar pouco dinheiro no final do investimento. Inclusive, em 2015, os Fundos DI deixaram de ter nomeação própria e foram incorporados à uma classe de fundos de Renda Fixa.

Temos um artigo muito bem detalhado sobre isso. Leia e comprove se este é o melhor investimento para você. O passo-a-passo para investir na Renda Fixa dos Fundos DI e as 3 melhores vantanges.

3 – CDB

Como no Tesouro Direto, aqui você também empresta dinheiro ao governo quando adquire um Certificado de Depósito Bancário (CDB). Eles pagam a remuneração baseada na Taxa CDI, popularmente conhecida como Selic das instituições privadas, já que acompanha a Selic.

É indicado para fundos que paguem mais do que 100% da taxa CDI, normalmente, encontrados em bancos de médio porte.

Eles também oferecem liquidez diária, mas não são todas as opções, por isso, é preciso muita atenção. Para atrair os investidores, os bancos costumam eliminar as taxas de administração. Mas é válido fazer a pesquisa.

LCI ou LCA

A LCI e a LCA também são boas opções de investimentos como Rendas Fixas. No entanto, é preciso um valor inicial de investimento de 30 mil reais (algumas instituições tem variações mais baixas) e, dependendo do seu salário, você não vai conseguir ter essa quantia nas parcelas do 13º.

Mas, se você tiver, ai sim. Esses investimentos são uma ótima opção, principalmente porque não cobram o Imposto de Renda.

Veja quanto você vai receber na Renda Fixa.

Mercado de Ações

Agora, se você é mais arrojado, você tem o mercado de ações como uma excelente opção de investimento. Ações são papéis de companhias negociadas na Bolsa de Valores. E aí, existem múltiplas opções.

Nesse caso você tem 2 opções, conhecer tudo sobre o Mercado da Bovespa e como comprar ações, neste link, ou acessar um workshop gratuito e começa a investir com RISCO ZERO.

Entenda por que deixar o 13º salário na poupança não é uma boa opção

A poupança é a que tem menor rentabilidade. Esse motivo já bastaria para responder a questão acima, mas, vamos usar uma simulação, feita pela Easynvest, para mostrar a rentabilidade a poupança frente à outras 3 aplicações.

Antes, vamos esclarecer algumas informações quanto às taxas utilizadas:

  • Poupança – 0,64% A.M
  • Tesouro IPCA – 5,91% A.A
  • Tesouro Pré LTN – 11,64% A.A
  • Tesouro Selic LFT – 13,99% A.A

Todos eles foram projetados para 12 meses e com uma aplicação inicial de 500 reais.

Ao fim do investimento, os valores para resgate seriam os seguintes:

  • Poupança – R$ 540,36
  • Tesouro IPCA – R$ 544,55
  • Tesouro Pré LTN – R$ 546,58
  • Tesouro Selic LFT – R$ 556,15

Resumo da ópera: invista seu 13º salário e invista em opções que tenham a mesma segurança, mas mais rentabilidade do que a poupança. E Bons negócios!

Outras notícias sobre o 13º Salário e o que fazer com ele:

Da Redação

ANÚNCIO