Tem R$ 20 mil? Descubra se dá para viver de renda com esse investimento

É muito comum que as pessoas consigam, com muito mérito, juntar dinheiro e chegar ao patrimônio total de R$ 20 mil ao longo de suas vidas. A partir daí começam a surgir dúvidas do tipo: será que dá para viver de renda com esse valor?

Para responder essa dúvida que é muito comum na vida de muita gente, nós produzimos esse conteúdo. Aqui, vamos analisar exatamente quanto rende esse patrimônio acumulado em algumas aplicações financeiros disponíveis atualmente no país.

E aí sim a gente vai conseguir chegar à resposta para a pergunta sobre dar para viver de renda com um patrimônio inicial de R$ 20 mil.

E isso vale para todo mundo: para quem juntou o dinheiro por mérito próprio, para quem vendeu algum bem (como carro ou casa) e até mesmo para quem recebeu uma herança nesse valor ou recebeu o FGTS do trabalho, por exemplo.

Então, faremos isso começando pelo investimento mais conhecido pelos brasileiros, que é a poupança. A boa e velha caderneta da poupança.

renda
Foto: (reprodução/internet)

1-Renda

Nesse momento a poupança está rendendo 0,37% ao mês.

Logo, se deixarmos R$ 20 mil na poupança durante um mês até a data de aniversário teremos pouco mais do que R$ 74 de juros.

Ou seja, a gente ganhou R$ 74 reais de juros no mês com o rendimento que a poupança representa para os brasileiros hoje em dia. O rendimento é de 70% do CDI.

Dá para viver de renda com isso? Claro que não. Ninguém consegue viver ganhando apenas R$ 74 no mês, não é mesmo? Então, não daria para viver de renda com R$ 20 mil na poupança.

Agora vamos imaginar que a pessoa aplicou em um fundo de investimento de renda fixa, que atualmente está dando em média de 108% do CDI no mês.

2 – Fundo de 108% do CDI

O CDI nesse momento está em 6,4% ao ano, o que é bem próximo da Selic (que está em 6,5% ao ano) e dá aproximadamente 0,51% ao mês.

Obviamente, ainda não é a melhor coisa do mundo, mas temos aí um rendimento superior aos 0,5% ao mês, o que já torna algo melhor do que a poupança.

Em um mês de aplicação com os R$ 20 mil, a gente teria um lucro de pouco mais de R$ 102 portanto sem descontar o imposto de renda.

Mas, agora, vamos sair da renda fixa e vamos para a renda variável, que, de fato, é o que dá mesmo dinheiro.

Só que antes disso, saiba de uma coisa: é preciso estudar muito e conhecer muito do mercado para investir dinheiro na renda variável, que tem a ver com ações e a bolsa de valores, está bem?

3 – O Fundo Imobiliário BCFF 11

Vamos supor que você escolheu um fundo imobiliário para viver dos rendimentos. Selecionou e escolheu o BCFF11. Isso não é uma recomendação, mas apenas um exemplo, está bem? Usamos apenas para fazer os cálculos.

A cota do BCFF11 custa R$  90. E daí que com os seus R$ 20 mil você conseguiu comprar 222 cotas desse fundo.

Sabendo que a média de dividendos que esse fundo distribui mensalmente é de R$ 0,53 por cota quanto você vai receber no mês? R$ 117,66 líquido.

Olha que maravilha. Com os R$ 20 mil que a gente tem, a única opção que começa a possibilitar mais você viver de renda é a bolsa de valores.

Lembrando que os dividendos no têm cobrança de IR.

E as ações?

Agora, além dos fundos imobiliários, temos também as ações, certo?

Então, ainda como cuidado principalmente temos que falar aqui algumas coisas.

Primeiro que a sua reserva de emergência não deve estar lá na bolsa de valores porque esse não é um local seguro e de fácil resgate, como as outras opções citadas acima.

Outro cuidado é sobre colocar todo seu dinheiro em renda variável. O que é totalmente errado e desaconselhável porque acontece um imprevisto e você precisará resgatar. Essa ação imediata pode te custar caro e gerar prejuízos, também.

Então, é preciso cuidados. Mas, do que estamos falando? Vamos usar o exemplo de um fundo imobiliário.

4 – Ações da bolsa de valores

Você achou que os fundos imobiliários não estão dando nada e resolveu virar acionista de uma empresa e comprou R$ 20 mil de ações na bolsa de valores.

Quanto será que você vai receber?

É muito comum vermos empresas pagadoras de dividendos distribuindo trimestralmente seus lucros. Agora, claro que só distribui se tiver lucro. Então, nem sempre tudo são flores, amigos.

Vamos supor que você comprou R$ 20 mil de Itaúsa.  Isso não é uma recomendação portanto não se esqueça desse detalhe.

E aí que cada ação custou R$ 13,34 dando um total de 1499 ações distribuídas de acordo com o cronograma de pagamento de dividendos da própria Itaúsa no valor de R$ 0,02 por ação no trimestre.

Voltando às nossas contas, chegamos à um ponto interessante aqui. Se você tem 1499 ações você vai receber quase R$ 30 no trimestre.

Qual é a melhor opção de renda?

Ao fim do conteúdo, o que é preciso entender é que nem sempre vai dar para viver de renda se você não continuar fazendo aportes mensais. R$ 20 mil é um ótimo dinheiro para começar a receber juros. Afinal, R$ 100 por mês é um bom dinheiro.

No entanto, o valor de rendimento não é suficiente para viver de renda. Então, observe que esse sonho é possível, mas, é preciso ter um valor considerável para gerar bons lucros.

Se você quer ter, ao menos, 1 salário mínimo de renda vai precisar ter, pelo menos, uns R$ 300 mil para investir em alguma aplicação financeira. E começar com R$ 20 mil é apenas um começo e um ótimo começo, por sinal.