Como Lucrar 1 milhão de reais em 10 anos com imóveis? Seja um dos poucos a saber essa resposta!

ANÚNCIO

Esse artigo é para todo mundo. É sério! É para homem ou mulher, jovem ou velho, rico ou pobre. Porque, o que vamos te contar hoje, com certeza, vai desmistificar uma informação que você tem desde quando se conhece por gente: investir em imóveis não é um bom negócio. Pelo menos, nos dias atuais não é. Talvez tenha sido, mas não hoje.

Então, se, de alguma forma, você conseguiu ganhar algum dinheiro a mais nesses dias, fique sabendo existem formas melhores de fazer o seu patrimônio aumentar e que não está, diretamente, relacionado com a compra de uma casa, de um terreno, de um apartamento ou de um espaço físico, informalmente dizendo. Se você quer saber os motivos pelos quais temos tanta certeza, vai precisar ler o artigo até o final.

ANÚNCIO

E aconselhamos: essa leitura vai valer a pena!

Bem, ainda como introdução desse texto, vamos considerar um item muito importante. Aqui, vamos falar de investir em imóveis, mas sob o ponto de vista financeiro, sabe? O econômico, o dinheiro, o aumento de patrimônio, capitalização, etc. Se você tem uma casa que era do seu tatatatataravô e tem um valor sentimental muito grande por ela, então, a discussão termina aqui. Porque, como dissemos, estamos falando de negócios e não de emoções.

ANÚNCIO

É claro que respeitamos o seu coração, jovem. Só que não é esse o foco aqui. Para ser sincero, o objetivo desse artigo é mostrar que os dias mudaram e hoje investir em imóveis como antigamente era habitual, já não faz mais sentido. Afinal, temos certeza de que você tem um tio ou um primo que enriqueceu e comprou 5 casas e hoje diz o seguinte: “Eu não preciso trabalhar porque vivo de aluguel”.

Você conhece alguém assim, não conhece?

Com as dicas de hoje e muita pesquisa (e técnica), você vai poder começar a ver a vida de forma diferente. Você vai aprender como fazer, de verdade, o seu dinheiro se tonar maior. É o que muitos chamam de “poder da multiplicação dos juros”. E aí, quem sabe, muito em breve, você poderá chegar para esse seu conhecido e dizer: “Eu não preciso trabalhar porque vivo de investimentos financeiros e não tenho dor de cabeça com inquilinos”.

6 Dicas para entender Como Calcular os Juros Compostos e Ficar Milionário

Chega de enrolação, você já notou o quanto esse artigo é importante! Então, bora lá!

Sobre Investir em Imóveis

A 1ª coisa que podemos insinuar para vocês é o seguinte: você não deve fazer parte do efeito manada. “Efeito Manada” é o mesmo que andar junto com a boiada, entende? Não é porque todo brasileiro gosta de investir em imóveis, que você tem que achar que isso é vantajoso. A 1ª dica que temos para você é essa: fuja do efeito manada.

Mas, por que estamos dizendo isso? Por que o Brasil ainda é um país muito novato quando o assunto é educação financeira e o maior reflexo disso é que a maioria das famílias daqui estão endividadas. Logo, se você quer ter um resultado diferente, precisa seguir um caminho diferente também. Então, antes de sair pensando que quem vive de imóveis é muito rico, tenha cautela!

Educação Financeira: o que falta para sairmos das dívidas e sermos bons investidores?

Outro detalhe com foco nisso é quanto ao termo “bem-sucedido”. Tudo vai depender do que é ser bem-sucedido no seu conceito. Para nós e “porcamente” dizendo, ser bem-sucedido é conseguir gastar menos do que ganhamos. Ou seja, é conseguir pagar as contas mensais e ainda ter um dinheiro a mais para investir, o que, de fato, vai nos deixar rico, a cada dia. Porque vamos receber juros!

Aí, vale ainda outro ponto muito corriqueiro! Quantas histórias você já ouviu de pessoas que comprar o 1º imóvel e logo fazem o sonho tornar-se pesadelo? As vezes é pela qualidade do produto, mas nem sempre. A maior verdade é que esse pesadelo vem junto com as contas e, posteriormente, às dívidas.

Afinal, você há de concordar comigo que pagar 360 boletos bancários não é fácil para ninguém. Esse é resultado do “Minha Casa, Minha Vida”, da Caixa Econômica Federal. Pessoal, não estamos criticando o programa do Governo, ok? Mas é exatamente assim que funciona: você dá uma entrada e depois pega o carnê da infelicidade para pagar por 30 anos.

O que normalmente acontece? As pessoas se esquecem que junto com esse carnê, que normalmente representa 30% da renda familiar, estão outros gastos, como com alimentação, transporte, água, luz, etc. E, é exatamente o que dizemos, você terá essa dívida por 30 anos. É muito tempo!

Bom, boa parte das pessoas que entram no “Minha Casa, Minha Vida” acabam tendo um descontrole financeiro e, no fim das contas, de alguma forma, perdem dinheiro.

Saiba qual deve ser a Renda Mínima para Financiar um Imóvel

Então, você pode estar pensando: “Mas eu já tenho a minha casa, estou comprando para investir”. Mas, então, eu lhes digo: isso não é o melhor a se fazer quando se tem em mente o aumento de patrimônio.

Se for financiado então, esquece! Porque financiamento é pagar juros e no fim da conta, você vai ter pago 3 ou 4 vezes o valor do bem. E aí, que lucro você teve? A valorização foi maior do que o valor que você pagou? Não, não foi!

Se você está achando muito complicado fazer essa relação entre financiar e perder dinheiro, dê uma olhada nesse link abaixo. O Trovó gravou o vídeo falando exatamente como perdemos dinheiro no financiamento do carro, inclusive, ele cita um exemplo real. Confere aí:

3 Motivos para “Pixar Fora” de Financiamento de Carro

Bem, se for uma compra à vista… Aí, as coisas ficam um pouco melhor. Mas ainda está longe de ser o ideal. E sabe por quê? Porque existem algumas formas muito mais fáceis e que dão resultados muito melhores. Sabe, é simples mesmo.

Motivos para Não Investir em Imóveis

Uma casa não gera lucros! Pronto, esse seria um motivo suficiente para você não fazer essa bobagem. Por que não gera lucros? Oras, porque só gera gastos. Pega o lápis e o papel aí… Vamos lá: Valor do Condomínio, IPTU, Água, Luz, Reformas… Bom, melhor parar né, porque em uma dessa vai que o chuveiro queima.

A valorização, ela realmente existe? Não! Sabe por quê? Bem, esse é um assunto para mais tarde, no fim do texto, mas vamos te contar bem rapidinho para você não ficar muito curioso. É assim ó: você compra um apartamento hoje de 200 mil reais. Até aí tudo bem, né? Então, daqui há um tempo ele valoriza e vai para 300 mil reais. Aí você vai cair matando e dizer que lucrou 100 mil reais. E você está certo.

Só que, como falamos, tem um jeito muito mais fácil de conseguir ganhar ainda mais dinheiro. Pensa cá comigo: você pega esses 200 mil reais e investe em alguma aplicação, sei lá, vamos citar a LCI, por exemplo, que não tem nem Imposto de Renda. (Conheça um pouco mais sobre a LCI e a LCA).

Então, você deixa seu dinheiro lá, esses 200 mil, investidos pelo mesmo tempo que você deixou o apartamento para valorizar. Tenho certeza que seu lucro será maior e DETALHE: você não precisou pagar IPTU, nem limpeza, nem condomínio, nem nada. Você só investiu! É simples, não é?

Como Lucrar 1 milhão de reais em 10 anos com imóveis? Seja um dos poucos a saber essa resposta!
Reprodução: PixaBay

Por sinal, você sabe o que é Liquidez? É uma coisa que o imóvel não tem. Rs Porque quando você compra um imóvel, você paga um valor. Depois, para vender, é um sufoco tremendo. Precisa achar comprador, e quando acha, ele quer pagar bem menos do que vale. E tem toda a burocratização das papeletas, assina aqui, assina ali, leva no cartório, vai e vem. E, bem, se você conseguir vendê-lo, considere-se uma pessoa de sorte.

Bem, outro motivo: se o imóvel for financiado, então, ele só será seu, de fato, quando você pagar o último boleto. Em contrário à isso, ele será de quem te emprestou o dinheiro. Contra fatos, não há argumentos. Ah, e ouvimos falar por aí né, de que se você atrasar 3 parcelinhas… Então, já começa a perder os seus direitos sobre o financiamento. É bem complicado.

O financiamento só é bom para quem está emprestando dinheiro e nunca para quem está pagando. Isso vale para qualquer lugar do mundo e para qualquer área. Não tem segredo! Entenda isso: Serviços, Taxas, Pacotes, Contas Grátis, Gerentes… Veja um Guia Completo de como se comportar com o seu banco!

Mesmo que queria muito um imóvel, que seja o seu sonho de consumo e a sua realização pessoal, faça isso com consciência porque, sejamos sinceros, não é pagando juros para um banco por 30 anos que seu sonho não terá grandes chances de se tornar um pesadelo.

“Ah, mas eu não tenho dinheiro para comprar à vista”.

Então, se você, provavelmente, dará uma baixa entrada no financiamento. O resultado? Parcelas altas e com juros altos. Se você está pagando juros, nem preciso comentar o quanto de dinheiro você está perdendo, não é?

“Ah, mas eu acabei de casar, preciso do meu cantinho próprio”.

Ok, como dissemos, se o assunto for emocional, não queremos interferir na sua vida amorosa. Você é quem sabe dos seus sentimentos, mas apenas para fins de informações, saiba que, conforme comprovações de pesquisas, o endividamento financeiro é a principal causa dos divórcios no Brasil. Você dúvida? Leia agora:

Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios: 3 passos para ter um Bom Planejamento Financeiro Familiar em 2017

“Ok. Estou convencido sobre o fato de que comprar um imóvel não vai me gerar riqueza. Qual alternativa que me sobra, então”?

Vantagens de Alugar uma Casa

É cara, é isso mesmo: alugar uma casa. Se você acha isso uma loucura, precisa rever seus conceitos. Dá uma olhada nessa explicação aqui ó: Sabe aqueles 200 mil reais que você comprou o imóvel, então, pensa em um investimento que renda, ao menos, 2% ao mês, então, você terá uma renda mensal de 4 mil reais.

Já viu vantagem, né? É sério cara, nem se você alugasse seu imóvel você iria ganhar isso…

Com 200 mil reais e um bom investimento financeiro, você terá uma renda VITALÍCIA de 4 mil reais mensais. Isso sem DOR DE CABEÇA, sem papeladas, sem se preocupar com gastos mensais, sem precisar se preocupar com a liquidez. Viu vantagem?

Bem, vamos continuar. Daí, você terá uma renda de 4 mil reais sem fazer esforço. Então, você pega uma parte desse valor e paga o aluguel de uma casa para você morar. E a outra parte, você torna a investir. Cara, isso é um planejamento financeiro inteligente! Você está ganhando muito dinheiro, conseguiu ter essa visão?

Planejamento financeiro definitivo: 7 passos para fazer sobrar dinheiro e investir

Se no 1º momento você iria comprar um imóvel por 200 mil reais, você perderia todo o dinheiro de uma só vez, apesar de ter a casa. Agora, você ainda tem os 200 mil que está investindo e está lucrando 4 mil reais mensais. Então, você vai pagar um aluguelzinho e o que sobrar vai reinvestir. Ou seja, no mês que vem, você vai ter uma renda mensal de mais de 4 mil reais! Isso é vida! Sacou?

Não vamos nem falar de gastos, nem nada. Mas, você já conseguiu notar que morar de aluguel, financeiramente falando, só traz vantagens.

7 Características de um Investidor de Sucesso

Investir Dinheiro é muito simples e muito mais vantajoso do que investir em imóveis. De fato. Porém, o Investidor é considerado até mesmo como uma profissional, porque, como dissemos ele precisa ter conhecimento e técnica para isso. Não é como colocar o dinheiro na poupança e deixar que as coisas aconteçam.

Você tem dinheiro na poupança? Descubra como investir melhor, mais fácil para obter mais resultados

Nos investimentos, é precisa saber como e o que escolher, é preciso conhecer sobre rentabilidades, taxas e impostos. Abaixa, listamos 7 características essenciais que você deve ter para ser um investidor de sucesso. Confira:

  1. Possuir Metas: Elas vão servir como motivação e farão você manter o foco, o tempo todo.
  2. Ter Educação Financeira: A disciplina é fundamental nos negócios. Você, simplesmente, precisa guardar um pouco de dinheiro mensalmente.
  3. Ter Paciência: É preciso dar um passo de cada vez para alcançar o sucesso financeiro. Os melhores ganhos vêm com o tempo e, inclusive, depois de algumas perdas.
  4. Trabalhar Duro: Para ganhar dinheiro investindo é preciso trabalhar duro. Estudar os investimentos, conhecer sobre o mercado e saber quais as melhores alternativas para o momento.
  5. Usar Métodos que Funcionam: Você não pode ir aplicando em tudo que está no mercado. Algumas metodologias são comprovadas, como essa do Trovó, que foi usada por ele, que, inclusive, faturou 1 milhão na Bolsa de Valores. xxxx
  6. Ter Controle Emocional: Como já dissemos no início do texto, aqui estamos falando de dinheiro e negócios, então, é preciso agir com a razão e não com a emoção.
  7. Ter Conhecimento: É super importante nunca parar de estudar e buscar conhecimento. Analise gráficos e leia notícias o tempo todo.

Simulação entre Investir em um Imóvel (Pagar Juros) e Investir no Mercado Financeiro (Receber Juros)

Afinal, vamos voltar a falar do financiamento para você ver quanto perde de dinheiro. Vamos supor números mais altos para você ter uma ideia um pouco melhor. Um apartamento de 500 mil reais, sendo uma entrada de 30%, ou seja, 150 mil reais. Então, você vai financiar um valor de 350 mil reais no banco com taxa de 9,8% ao ano e um prazo de 420 meses (35 anos).

Conforme a tabela SAC (Sistema de Amortização Constante), a 1ª parcela será de pouco mais de 3,5 mil reais. E, ao término do pagamento, você terá desembolsado mais de 926 mil reais. Daria para comprar quase 2 apartamentos iguais esse aí. Mas, afinal, esse valor é apenas sobre os 350 mil que você pegou emprestado, fora os seus 150 mil de entrada. Assim, seu desembolso total passou de 1 milhão de reais, simplesmente, o dobro!

Como Lucrar 1 milhão de reais em 10 anos com imóveis? Seja um dos poucos a saber essa resposta!
Reprodução: PixaBay

E o contrário?

Vamos usar os juros compostos à seu favor. Aqueles 150 mil de entrada que você já tem, você vai aplicar, somado com os 3,5 mil reais mensais que é valor da parcela que você terá que pagar todos os meses, também. Supondo uma rentabilidade média de 1% ao mês, por 10 anos, você acumularia mais de 1,3 milhão de reais. EM 10 ANOS e não 35, ok?

Em um, você gasta 1 milhão de reais em 35 anos e no outro você lucra 1,3 milhão de reais em 10 anos. Qual você acha mais compensador?

Para concretizar essa ideia, qual é a nossa dica, então: Você mora de aluguel nos primeiros anos da sua vida familiar até que consiga ter um bom patrimônio. Depois, quando já puder dividir o seu dinheiro em 2 partes, você usa a 1 para comprar um imóvel à vista e a outra parte, você reinveste. É importante reinvestir sempre para nunca perder esse poder da multiplicação dos juros, ok?

Na verdade, quando você conseguir fazer isso, você vai ter atingido o ápice, vai ter chego á sua independência financeira. E aí, você poderá ser considerada uma pessoa bem sucedida. E isso, como vimos, sem ter que ter muitos imóveis no seu nome, recebendo aluguel.

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

Aliás, meus amigos, você lembra-se daquele conhecido seu que vive de aluguel, então… Depois que você conseguir esse êxito, converse com ele, fale sobre negócios e veja como estão os imóveis deles, que, com certeza, vão precisar de reformas, vão sofrer com a inflação e todo esse tipo de coisa. Acredito que tenha ficado claro porque investir em imóveis não é um bom negócio, né?

Fundos Imobiliários

Como estamos falando de imóveis, vamos falar um pouco também dos fundos imobiliários que são essas alternativas de investimentos que nós temos para aumentar de patrimônio. Afinal, como acabamos de ver, comprar um imóvel à vista ou parcelado é perder dinheiro. Os fundos aparecem aqui, então, como aplicações financeiras que fazem o processo contrário.

Para chegar ao cume da montanha, que é a independência financeira, você vai precisar investir. Ninguém consegue esse feito sem fazer isso. Bem, apresentamos-lhes os FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário), que possibilitam adquirir cotas de imóveis (shoppings, galpões, salas comerciais, etc) e geram rentabilidade com o seu aluguel.

Os lucros são distribuídos mensalmente e podem variar conforme a receita obtida. Normalmente, o aporte inicial é de 100 reais.

Como Lucrar 1 milhão de reais em 10 anos com imóveis? Seja um dos poucos a saber essa resposta!
Reprodução: PixaBay

Sobre esses fundos, com a queda da Selic, houve um favorecimento. Assim, em 2016, os fundos imobiliários ficaram com uma boa recuperação e para 2017 a perspectiva é de ganhos. O Índice de Fundos Imobiliários (Ifix) subiu 32,3% em 2016 ante os 5,4% em 2015 e o resultado foi considerado muito bom mesmo porque ficou muito próximo ao Ibovespa (Índice da BM&FBovespa), que subiu 38,9% na ocasião. Já o Índice Imobiliário subiu 32,7%.

“Uma queda na Selic reduz as despesas financeiras das empresas, ajuda a reaquecer a economia e aumenta a demanda de empresas e varejistas por espaços em escritórios, shoppings e galpões. Tudo isso ajudará a valorizar a cota dos fundos compostos por esses tipos de empreendimentos”, comenta o presidente da consultora Siila Brasil, Giancarlo Nicastro.

Em contraposição, o mercado imobiliário permanece enfraquecido pelo excesso de imóveis comerciais e pela baixa demanda, que repele novos desenvolvimentos. O setor de prédios corporativos tem vacância no patamar de 20% em São Paulo e 30% no Rio de Janeiro, com aluguéis pressionados nas duas praças, conforme pesquisa da Cushman & Wakefield.

Analise todas as opções

Sempre, em qualquer ocasião, permita-se analisar todas as possibilidades antes de tomar qualquer decisão, seja para comprar um imóvel ou investir no mercado financeiro. O equilíbrio é fundamental para evitar gastos (e dores de cabeça) desnecessários. Para tudo na vida, é preciso ter projetos e planejamento, pensando sempre no curto, médio e longo prazo.

Aprenda a Investir no Mercado Financeiro com Risco Zero!

Você já sabe quais seus objetivos?

O ideal é sempre ter um orçamento que faça sobrar dinheiro para que ele seja investido. Essa é a melhor forma de aumentar de patrimônio, não tem segredo. O maior equivoco dos brasileiros é gastar mais do que ganha. No fim das contas, não existe pessoa pobre, porque, se ela ganha algum salário, ela tem o poder e a autonomia de fazer esse dinheiro se multiplicar, basta ter consciência e técnica para isso.

Se você gostou desse assunto, leia também:

Com informações do TribunadaBahia e InvestidordeSucesso

ANÚNCIO